Itaú Blog

#ÉVerdadeiro | Vídeo sobre entrega de cartão Personnalité

Entenda as dúvidas do vídeo que circulou em redes sociais sobre cartão do Itaú Personnalité

Foto do Autor

Itaú

• 3 minutos de leitura

#ÉFato

Em junho de 2021, um vídeo circulou em redes sociais sobre uma suposta tentativa de fraude em cartão do Itaú Personnalité. Na gravação, a consumidora relata o recebimento de um novo cartão, argumentando que ele não trazia os números “gravados” no plástico, além do modo de desbloqueio de primeiro uso demandar que a primeira transação acontecesse com o uso do chip (inserindo o cartão) e digitação de senha.

As informações relatadas no vídeo estão corretas e não são sinais de fraude. Pelo contrário, são medidas de segurança do Itaú. Alguns dos novos cartões não são emitidos com dados estampados no plástico para que não sejam capturados ou visualizados por golpistas. Além disso, a necessidade da primeira transação de um cartão ser por meio de chip e senha garante que é o próprio cliente utilizando o cartão.

Frame do vídeo que circulou nas redes sobre o cartão

A informação do vídeo, então, #ÉVerdadeira. E o Itaú elaborou o seguinte posicionamento oficial para esclarecer o caso:

“O Itaú Unibanco esclarece que as informações expostas no vídeo estão desencontradas e não retratam uma situação de fraude. O banco mantém rígidos padrões de segurança para proteção dos clientes e de suas transações. O procedimento de desbloqueio do cartão exposto no vídeo está correto e, por questão de segurança, exige que a primeira transação seja realizada com o uso de chip e senha, prática adotado pelo mercado como padrão para evitar que alguém que não seja o verdadeiro cliente utilize o cartão. Também como medida de segurança, alguns dos novos cartões do Itaú não são emitidos com os dados estampados na frente do plástico, justamente para que não sejam capturados ou visualizados por fraudadores. Desta forma, os nossos clientes podem continuar a utilizar os seus cartões tranquilamente, sempre seguindo as orientações de segurança.”