Itaú Blog

Como a automação comercial pode ajudar a gerir estoque e reduzir custos

A economia de horas de trabalho e de despesas diárias está entre as vantagens de se utilizar a tecnologia

Foto do Autor

Itaú Empresas

• 3min minutos de leitura

A automação comercial, ou seja, a adoção de equipamentos e sistemas que comandam e controlam processos de um comércio de forma automática, não é novidade no varejo. Há pelo menos duas décadas, maquininhas de cartão e sistemas informatizados, por exemplo, são parte essencial do trabalho de qualquer lojista. Mas, com o avanço na tecnologia, essa solução tem mostrado seu poder de concentrar cada vez mais tarefas, se tornando um verdadeiro diferencial, principalmente para pequenos e médios negócios.

Apesar de ser um investimento, a adoção de processos de automação mais completos no comércio demonstra que compensa – e muito – ao trazer benefícios como a economia de tempo e dinheiro. Afinal, os sistemas podem desenvolver tarefas repetidas e demoradas com o mínimo de envolvimento humano, possibilitando que a equipe possa focar em atividades estratégicas. E isso pode resultar na economia de horas de trabalho todos os dias e de muitas despesas.

Automação traz soluções cada vez mais completas para o varejo

Diante de um mercado competitivo, o avanço na informatização e o aparecimento de soluções como a inteligência artificial, por exemplo, trouxeram uma demanda por modernização nas rotinas de estabelecimentos comerciais, uma vez que os processos manuais, muitas vezes, consomem tempo e recursos valiosos das empresas.

Desta forma, a automação comercial ultrapassou o mero uso de softwares e hardwares no checkout das lojas e o foco apenas nos pontos de venda. Incorporando a essência da tecnologia, a solução hoje pode ser aplicada em quase todos os setores do negócio, proporcionando mais precisão e eficiência, o que traz um impacto direto na produtividade e, consequentemente, nos lucros.

Leque de soluções para o comércio varejista é amplo

Além de otimizar o tempo, um software de automação permite que pessoas responsáveis pela gestão integrem os diferentes setores da empresa, por exemplo. Isso quer dizer que é possível monitorar em um só sistema as finanças, recursos humanos, produção e até a cadeia de suprimentos. Todas as movimentações financeiras, desta forma, podem ser analisadas com segurança e eficiência, o que contribui para uma gestão mais ágil e confiante.

Os sistemas de automação hoje são versáteis e podem oferecer soluções para:

  • Gestão de estoque: evita excessos e faltas, otimizando compras e reduzindo desperdícios;
  • Integração e ERP: facilita o fluxo de informações entre setores;
  • Fluxo de caixa: monitora entradas e saídas, ajudando a evitar surpresas desagradáveis;
  • Controle de despesas: auxilia na identificação de gastos desnecessários;
  • Emissão de NFC: simplifica o processo de emissão de notas fiscais ao consumidor;
  • Conciliação financeira: permite comparar os registros internos com os comprovantes de pagamento;
  • Delivery: integra plataformas de entrega para melhorar a experiência do cliente;
  • Dashboards gerenciais: planilhas com visões estratégicas do negócio em tempo real.

Assim, para os estabelecimentos que buscam soluções digitais que facilitem tarefas diárias, como o controle de estoque, emissão de notas fiscais, e monitoramento de pagamentos a fornecedores, a automação comercial é uma ferramenta indispensável.

Otimizando processos e maximizando lucros na gestão de estoque

Entre todas essas soluções, o controle do estoque de um comércio pode ser uma das áreas mais beneficiadas com a adoção de um sistema automatizado. Isso porque, para pequenos negócios, fazer essa gestão de forma eficiente é, muitas vezes, um desafio.

Um estoque mal organizado pode resultar em produtos parados, ocupando espaço valioso sem gerar retorno financeiro. Essa desorganização gera um efeito cascata, afetando adversamente departamentos como compras, fiscal e financeiro.

Por isso, o controle do estoque não se resume apenas a evitar a falta de produtos ou matérias-primas, mas também a entender a quantidade ideal de insumos que devem estar disponíveis. Investir excessivamente em estoque sem a rotatividade adequada pode levar a desperdícios e altos custos de manutenção, enquanto estoques reduzidos demais podem interromper a produção ou as vendas.

Com a automação nesta área, é possível ter um controle minucioso de saída e entrada de produtos, facilitando a identificação de tendências e demandas. Isso não só auxilia a determinar a quantidade ideal de determinados insumos, mas também a entender os padrões de venda, promovendo um investimento saudável e sem desperdícios. A capacidade de rastrear produtos, monitorar a rotatividade e receber alertas automáticos sobre níveis de estoque são apenas algumas das vantagens proporcionadas pela automação comercial.

Ao otimizar esta área, a automação reduz ainda os custos associados à manutenção de produtos excessivos e minimiza o risco de paralisações por falta de insumos. Consequentemente, o controle de estoque mais apurado, aliado à eficiência na aquisição e gestão de produtos, resulta em lucros mais saudáveis para o estabelecimento comercial.

Benefícios que valem o investimento

Já vimos como um sistema de automação comercial completo traz benefícios às lideranças de comércios ao integrar diversas facetas do negócio. Mas ainda está em dúvida de como esse investimento facilitaria a sua gestão? Veja aqui algumas das principais vantagens:

Padronização: os processos se tornam mais uniformes, garantindo qualidade e eficiência em cada etapa, desde a produção até as vendas. Esse nível de coesão é difícil de ser alcançado manualmente;

Integração do banco de dados: softwares de automação podem ser integrados diretamente com bancos de dados, simplificando o fluxo de informações, potencializando a análise de desempenho e garantindo uma prestação de contas eficaz;

Logística otimizada: o controle aprofundado de todas as operações resulta em uma logística mais afinada, com prazos atendidos de maneira mais precisa, melhorando a entrega e satisfação do cliente;

Redução de custos: ao minimizar erros, acelerar processos e reduzir dependências de materiais físicos, a automação comercial leva a economias substanciais em médio e longo prazos;

Aumento da produtividade: libera tempo que seria gasto em tarefas burocráticas e repetitivas, elevando a produtividade do negócio e permitindo um foco maior em áreas estratégicas;

Monitoramento de desempenho: um sistema automatizado oferece ferramentas para monitorar de perto o desempenho do negócio. Esta observação contínua permite identificar oportunidades de melhoria e gargalos operacionais, gerando insights valiosos;

Fidelização de clientes: a automação potencializa a personalização no relacionamento com os clientes, possibilitando o fortalecimento de laços e a fidelização do público.

Em um cenário empresarial cada vez mais dinâmico e competitivo, a automação comercial desponta como um investimento estratégico. Ao otimizar processos, reduzir custos e estreitar o relacionamento com clientes, estabelecimentos comerciais têm em mãos uma ferramenta robusta para ampliar lucros e garantir sustentabilidade a longo prazo. Para pessoas responsáveis pela gestão, adotar soluções de automação significa navegar com mais confiança e precisão no universo do varejo, consolidando sua posição no mercado e alavancando oportunidades de crescimento.

Quer saber mais sobre esse assunto? Em breve, você terá a oportunidade de conhecer o Conexão Itaú, o maior e mais completo programa com automações comerciais e tecnologia do Brasil, que traz soluções completas e personalizadas para maximizar seu negócio.