Itaú Blog

Defina a missão da sua empresa em 5 passos

Foto do Autor

Itaú Empresas

• 9 minutos de leitura

Senhor encostado em uma estante com vários carreteis de linha
Senhor encostado em uma estante com vários carreteis de linha

Nós sabemos que levantar da cama todos os dias para empreender exige disposição e comprometimento, mas vai além disso. Para que o trabalho de uma organização e de todos os seus integrantes seja consistente, é necessário que todos tenham em mente uma ideia consolidada do motivo pelo qual essa empresa existe e o que ela traz ao mundo por meio do seu sucesso. Essa ideia principal é o que chamamos de missão de uma empresa.

Embora seja tão importante, não são todos os líderes que entendem o significado da missão ou sabem como estabelecê-la dentro da empresa. Por isso, criamos este conteúdo para que você consiga defini-la no seu negócio com dicas práticas e simples! Vamos lá?

Por que é importante definir a missão da empresa?

Muito mais do que uma meta, a missão é o DNA que dá sentido para a ambição e o talento de todas as áreas de um negócio, não importa o seu tamanho ou segmento. Funciona como o norte de uma bússola, que guia as práticas de todos no dia a dia e garante que, em longo prazo, o time todo se mantenha engajado com os mesmos objetivos, ainda que haja obstáculos no meio do caminho.

Qual o papel da missão na cultura organizacional?

Muitas decisões ficam mais fáceis quando você entende para onde está caminhando. Com uma missão bem estabelecida, você ficará mais seguro de ter feito a escolha certa quando precisar cortar custos, escolher profissionais, realizar ações de marketing ou até criar um novo produto, entre muitas outras situações.

A sua empresa ainda pode crescer e evoluir, e a nova perspectiva que vem ao longo do tempo pode até fazer com que a missão dela, daqui a alguns anos, não seja a mesma de hoje. Mas a única maneira de ajustar a rota ao longo da sua trajetória é entendendo para onde aponta o caminho que está sendo trilhado.

Como definir a missão de uma empresa?

Veja agora algumas dicas importantes do que é necessário ter em mente antes de definir a missão da sua empresa!

1- Entenda o que torna a sua empresa única

Existe algo em todo o negócio que o leva a criar uma identidade, interna e externamente. É fácil entender isso quando você se pergunta, primeiro, quais necessidades o seu produto ou serviço atende. Depois disso, procure saber os desejos que são realizados pelas pessoas que vão consumir o que sua empresa oferece.

Uma empresa de cabos de aço, por exemplo, ajuda a garantir a segurança das pessoas por meio do fornecimento de equipamentos de qualidade, trazendo tranquilidade no dia a dia da população. Já um empreendimento de cosméticos contribui para o desenvolvimento da autoestima e autoconfiança de seus clientes.

Esses benefícios são o que chamamos de ganhos subjetivos, e a maneira como você entrega isso é o que vai destacar a imagem do seu negócio diante da concorrência. Pode ser o seu atendimento humanizado, o conhecimento técnico dos líderes, a velocidade de entrega ou até a qualidade do produto ou serviço em si: sempre há um conjunto de características que torna as suas soluções únicas em meio à multidão.

2- Lembre-se das suas origens

O que levou você a criar a empresa que comanda hoje? Qual foi o caminho entre a ideia e a concretização do negócio? O que o impulsionou? Essas são algumas perguntas que vão guiar você para entender a história que originou sua empresa, e sobre quais bases sólidas ela é fundada. É como se fosse uma terapia, mas com um CNPJ.

Outra coisa que pode ajudar você a entender as origens do seu negócio é conversar com as pessoas que o apoiaram nessa jornada. Pode ser um cônjuge, um membro da família ou um amigo de confiança: pergunte por que eles acreditam na sua empresa e qual futuro eles enxergam para você a partir dela. Você vai se surpreender com o impacto positivo que o seu negócio já tem no mundo, e isso pode motivá-lo a ir ainda mais longe!

3- Tenha ousadia e ambição

Já que a missão de uma empresa é o norte que guia toda a operação, não tenha medo de sonhar alto, pois a única forma de chegar longe é colocando esse objetivo em mente desde o começo.

E isso vale para empresas de todos os tipos de mercado: uma padaria pode sonhar em ser reconhecida como a melhor padaria da região metropolitana de uma cidade, por exemplo, ou em criar franquias que se espalhem por todo o país, trazendo alimento de qualidade a preços justos para a população.

Os dois objetivos são ambiciosos e possíveis, mas é necessário que eles sejam compartilhados por toda a equipe de forma consistente para que tenham a chance de serem concretizados.

4- Foque na objetividade

Assim como um bom slogan que comunica o que a empresa entrega para o cliente em poucas palavras e de maneira impactante, a missão precisa ser concreta e sucinta para que seja incorporada pelos colaboradores com facilidade. Ela deve ser grandiosa, mas não muito abstrata, para que não haja o risco de ser interpretada de forma diferente por cada membro do seu time.

Para entender melhor, pense no exemplo de uma concessionária de carros. Uma missão muito abstrata seria: "Queremos ser os melhores da região". As perguntas que surgem com essa missão são: os melhores em quê? Para quem?

Para não existir margem de interpretação, uma missão melhor e mais objetiva poderia ser: "Queremos ajudar todas as famílias da cidade a conquistarem o sonho de ter um carro de qualidade". Com essa objetividade, todo mundo que entrar na empresa já saberá, em linhas gerais, o que fazer para dar o melhor de si, e ficará motivado, pois essa frase representa algo nobre de se perseguir.

5- Priorize o cliente

Se a sua empresa oferece algo, oferece para alguém. Isso pode parecer senso comum, mas muitas organizações esquecem da importância do cliente no dia a dia. É ele quem vai trazer dinheiro e resultados para você, e a sua felicidade cria um dos melhores marketings que existe: a divulgação feita de forma voluntária e espontânea, que é motivada pela satisfação no atendimento. Por tudo isso, foque em entender exatamente quem é o seu cliente, o que ele quer no mundo e como o seu negócio ajuda ele a chegar nesse lugar.

Como falamos antes, no ponto 4, essa dedicação ao cliente e a ideia que ele tem de si mesmo leva ao estabelecimento de uma missão que, logo de início, já é extremamente relevante e pode gerar impactos importantes. Para identificar isso, é possível simplesmente perguntar para as pessoas o que elas querem, caso você já tenha clientes fidelizados à sua marca.

Outra ferramenta importante são as pesquisas de mercado, que traçam um perfil do consumidor e de como ele faz as suas decisões de compra.

Com todas essas dicas, esperamos que tenha ficado mais fácil para você entender o que é a missão de uma empresa, e como aplicar essa ferramenta importantíssima de gestão no seu negócio.

Já quer colocar a mão na massa? Então confira a nossa trilha de conteúdo sobre missão, visão e valores, e aproveite os treinamentos gratuitos da nossa plataforma! Para acessar, é só criar uma conta no Itaú Meu Negócios, clicando aqui.

Vale a indicação: Já pensou em ter uma conta empresarial completa e com diversas soluções para ajudar na gestão da sua empresa? Confira os benefícios da conta PJ do Itaú Empresas.