Itaú Blog

Mães e empreendedoras. E delas nasceu uma ideia: conectar outras mulheres a um novo mercado.

Foto do Autor

Itaú Empresas

• 8 minutos de leitura

É um mês das mães bem diferente.

Se já era um desafio ser mãe e conciliar a vida pessoal e a profissional, num momento com tantas incertezas como o de agora, esses desafios se tornam ainda maiores.

Mas existem exemplos de mães que encontraram um ponto de equilíbrio. Um deles é o da Flávia e da Manuela, que aproveitaram momentos de ruptura para dar um novo rumo as suas vidas.

Sempre atuando no mercado corporativo e com filhos, a Flávia e a Manuela buscavam empreender em algo que trouxesse mais qualidade de vida. E, num desses encontros, as amigas tiveram uma ideia que resolveria não apenas os seus dilemas, como também de muitas outras mulheres.

Nascia ali a primeira plataforma do Brasil que conecta mães a empresas flexíveis, divulgando vagas, recrutando candidatas, além de ministrar workshops de sensibilização e consultoria para implementação do modelo em empresas.

“Em dois anos, construímos uma comunidade com profissionais que querem trabalhar com mais qualidade de vida.” Manuela Borges

A plataforma permitiu uma relação de trabalho bem mais produtiva também para essas empresas, que agora contam com um time mais engajado, diverso e atuante.

Aproveite o momento

O mercado está em transição e a intensificação do home office sugere que essa deva ser a nova realidade para muitas pessoas. Para as mães, é a oportunidade perfeita de se adaptar ao trabalho junto aos filhos. Criar uma rotina de produção em casa, em diferentes segmentos, pode ser um bom começo.

Crie a consciência de parceria

Ao estar em casa, muitas mulheres se sentem na necessidade de cuidar de tudo relacionado a família e filhos. E já que o momento pede coletividade, estabeleça divisões de tarefas com todos.

A consciência de que a casa não é uma obrigação exclusivamente feminina deve partir de nós, mulheres.

Além disso, o diálogo aberto é importante para que todos revejam suas responsabilidades enquanto grupo, seja em casa ou nos negócios.

Aposte na colaboração

Que tal criar um grupo com outras mães, discutir soluções em comum e empreender de maneira colaborativa? É tempo de juntar esforços, discutir ideias e criar caminhos alternativos e próximos da sua realidade.

Empreenda com base nas suas experiências e desejos

Uma boa ideia é o primeiro passo de um empreendimento promissor. Flávia e Manuela criaram um negócio lucrativo a partir de uma solução digital e da experiência de ambas.

Use as suas habilidades, sonhos e objetivos. E não esqueça: dedicação, foco e networking são essenciais neste momento. Separe um bom tempo para estudar o segmento e converse com profissionais que possam ajudar você na implementação do projeto.

Grandes negócios nasceram assim e em momentos como esse.

Hora de ser mãe de um negócio. Ou melhor: de um novo futuro.

Veja essa e outras 25 histórias de mulheres empreendedoras e inspire-se. Baixe nosso e-book gratuitamente.