Itaú Blog

Veja a importância de se ter metas e objetivos e como aplicar na prática para 2023!

Foto do Autor

Itaú Empresas

• 10 minutos de leitura

mulher sentada em uma mesa fazendo algumas anotações
mulher sentada em uma mesa fazendo algumas anotações

Todo início de ano é marcado pela definição de metas e objetivos pessoais. Aquela famosa lista de ações que comprometemos executar ao longo do ano. Assim como a lista de desejos que você escreve pensando em suas realizações pessoais é uma ferramenta importante para ajudar a realizar seus objetivos, a mesma lógica se aplica para o seu negócio.

A entrada do novo ano é o momento perfeito para estabelecer os planos, metas e objetivos também para o seu negócio. Pensando nisso, desenvolvemos este conteúdo especial com dicas sobre como você aplicar esse conceito e começar 2023 com o pé direito nos negócios. Confira!

Qual a importância das metas e objetivos dentro de um negócio?

Antes de compreender a importância de traçar objetivos e metas, é indispensável entender a diferença conceitual entre elas. Afinal, o que é um objetivo? E uma meta?

●      Objetivo: é a descrição completa e concreta de onde a empresa quer chegar e o que ela pretende realizar. Relaciona estratégias e projetos de longo prazo que levam um tempo maior para se realizarem. Como exemplo de objetivos traçados por empresas podemos citar a implementação de um novo software e a mudança na operação em uma determinada área;

●      Meta: é um pequeno marco no progresso para atingir um determinado objetivo. Por isso os objetivos são reduzidos em pequenas metas — tarefas de curta duração — que ajudam a chegar até o objetivo final. Como exemplo, podemos pensar no modelo anterior, em uma empresa que tem como objetivo implementar um novo software, é necessário traçar metas como a definição de um grupo de trabalho, realização de orçamentos, entre outros.

Assim, a diferença entre o objetivo e meta é que o primeiro está relacionado a alguma coisa que você deseja alcançar de maneira mais ampla e a longo prazo. Enquanto isso, o segundo representa pequenas atividades específicas que vão permitir chegar até o objetivo.

Agora que você já sabe o que significam objetivos e metas, fica mais fácil explicar a importância de defini-los no âmbito de um negócio.

Independentemente do porte da sua empresa, é indispensável adotar boas práticas de gestão, planejamento e organização. E justamente, uma das iniciativas abordadas em uma gestão estratégica é a definição de objetivos e metas para o negócio.

Com eles traçados fica mais fácil entender as ações que precisam ser adotadas, os prazos para sua realização, definição dos caminhos que precisam ser seguidos e as melhores iniciativas para atingir os resultados esperados.

É mais fácil executar atividades, implementar inovações, entender necessidades, identificar pontos fortes e fracos, quando criamos objetivos e metas para o negócio. Além disso, essa prática ajuda a aumentar a produtividade e engajamento dos colaboradores.

No mais, sempre que os colaboradores e o gestor conseguem dar um "check" nas metas da empresa, trabalhando até atingir os objetivos, desfrutam de uma sensação de realização, o que ajuda a gerar estímulo e motivação para seguir com foco no desenvolvimento do negócio.

Como definir metas e objetivos para o próximo ano?

Agora que você já viu o que são objetivos, metas e importância de estabelecê-los na sua empresa, vamos explicar de maneira simples e prática como você pode defini-los. Para começar a trabalhar os objetivos e metas no seu negócio é importante pensar nas particularidades da sua empresa e no contexto de mercado no qual ela está inserida.

A partir daí você pode começar com o planejamento dos seus objetivos e metas. Para isso, coloque as ideias no papel e organize-as. Avalie o que faz sentido e quais podem se tornar realidade. Algumas dicas podem ajudar nesse processo:

●      estabeleça as prioridades da empresa;

●      saiba distinguir quais são os objetivos e metas mais importantes;

●      monte um plano de ação que seja executável;

●      quebre os objetivos em metas menores.

No caso das metas, é indispensável estabelecer os prazos de execução. Todas as metas precisam de durações específicas que devem ser cumpridas. Sem prazos, os envolvidos perdem o foco e não conseguem organizar suas ações de maneira eficiente.

Lembre-se, ainda, de que essas metas devem ser possíveis e realizáveis. Não existe resultado quando a meta não é condizente com a realidade.

Com os objetivos e metas escolhidos, é necessário ter em mente a importância da dedicação. Para cumprir o proposto, os profissionais envolvidos precisam ter foco, trabalhar de forma persistente e com base em um bom planejamento.

Esse último, além de ajudar a lidar com eventuais contratempos, tem a vantagem de motivar, servindo como uma ferramenta que demonstra a plausibilidade de atingir cada meta.

Por fim, não podemos deixar de mencionar a importância da cooperação. Independentemente do tamanho da sua empresa, é indispensável trabalhar os objetivos e metas de forma conjunta, com comprometimento e colaboração de toda a equipe.

Quais são os tipos de metas e objetivos?

No início do artigo explicamos as diferenças conceituais entre objetivos e metas. Para quem está traçando esses pontos para um negócio é interessante conhecer as subdivisões de categorias de cada uma delas. Confira.

Tipos de objetivos

Os objetivos podem ser divididos em três tipos: rotineiros, de aperfeiçoamento e inovadores. Entenda o significado de cada um deles:

●      objetivos rotineiros são aqueles que têm maior frequência;

●      objetivos de aperfeiçoamento são aqueles que servem para melhorar alguma coisa;

●      objetivos inovadores são aqueles que contemplam a implementação de algo novo, como um novo sistema, por exemplo.

Tipos de metas

As metas são roteiros desenvolvidos para se atingir objetivos. Assim como no caso dos objetivos, elas também podem ser divididas de acordo com o tipo, a diferença é que elas estão relacionadas entre si, sendo que uma depende da outra. Confira:

●      Metas de resultado — elas focam em um resultado específico a curto prazo, como, por exemplo, aumentar as vendas de um determinado produto em x% ao mês;

●      Metas de desempenho — são definidas para ajudar a chegar às metas de resultado. Vamos imaginar o exemplo anterior (aumentar as vendas de um determinado produto), para isso você precisa de uma meta de desempenho específica que pode ser "fazer com que mais Y% de clientes em potencial conheçam a empresa";

●      Metas de processo — as metas de processo estão no fim do roteiro e representam as respostas sobre como você vai colocar em prática as metas de desempenho. Ainda usando o nosso exemplo anterior, as metas de processo para fazer com que mais clientes em potencial conheçam a empresa e você consiga aumentar as vendas poderiam incluir ações como: a realização de campanhas e anúncios em mídias sociais, treinamento da equipe de vendas, criação de novos processos, realizar eventos, entre outros.

Como se organizar e colocar em prática?

Perceba que todo o processo desde a definição até a prática depende de planejamento, organização e foco.

Por isso é interessante desenvolver um plano de organização que considere a situação atual da sua empresa, as expectativas do mercado e o potencial para atingir os objetivos que o negócio almeja.

Ao definir as metas, pense em ações que podem ser executadas, elas precisam ser realistas e refletir a realidade do negócio. Isso vai ajudar a motivar os seus colaboradores contribuindo para atingir os melhores resultados.

Há uma série de ferramentas que podem ajudar nesse sentido, a seguir, listamos e explicamos brevemente as Metas SMART e a 5W2H:

●      Metas S.M.A.R.T. — sistema que utiliza práticas para o planejamento e gerenciamento de metas pessoais a partir de cinco premissas (a meta deve ser específica, mensurável, alcançável, relevante e temporal);

●      5W2H — a ferramenta se baseia em sete questões que devem ser respondidas ao desenvolver um projeto.

1.      O que será feito? — objetivo.

2.      Por que será feito? — as motivações do objetivo.

3.      Onde será feito? — local de execução do projeto.

4.      Quando será feito? — período de execução do projeto.

5.      Quem vai fazer? — colaboradores responsáveis pela execução do projeto.

6.      Como será feito? — de que maneira o objetivo será alcançado (metas).

7.      Quanto vai custar? — custo total do projeto.

Com planejamento e organização é possível investir no crescimento do seu negócio. Não esqueça de utilizar os KPIs estratégicos como forma de acompanhar os resultados e traçar eventuais mudanças durante a implementação dos objetivos e metas.

Você gostou das nossas dicas sobre como estabelecer metas e objetivos para 2023? Aproveite para conferir a trilha de administração - Estruturando o seu negócio: plano de negócios e planejamento estratégico - e aprenda como montar um planejamento eficaz!