Itaú Blog

Como a taxa selic influencia no seu negócio diariamente?

Foto do Autor

Itaú Empresas

• 10 minutos de leitura

homem encostado em uma mesa com um notebook em cima analisando informações e falando ao telefone

O mercado de crédito em nosso país é regulado por uma importante variável: a taxa Selic. Ela é responsável por balizar a tomada de crédito e, com isso, indicar se uma expansão empresarial é adequada para um determinado momento, por exemplo.

Em contrapartida, sempre que um investidor empresta dinheiro aplicando em um título, também tem seu rendimento fixado pela Selic. Isso ocorre especialmente se o papel fizer parte do mercado de renda fixa.

Este artigo indica melhor como isso acontece. Lendo o texto, você entenderá conceitos, os efeitos da Selic sobre empresas, pessoas e aportes financeiros. Siga em frente e tenha uma ótima leitura!

O que é a taxa de Selic?

A medida do patamar de juros de todo país obedece a um critério estabelecido por seu governo. Nesse caso, estamos falando da taxa básica de juros, o nível por meio do qual as operações de empréstimo são balizadas.

Em nosso país, é a taxa Selic quem faz esse papel. Por intermédio dela, o mercado de renda fixa é rentabilizado e financiamentos de todos os tipos têm seu ponto de referência para que sejam firmados, até mesmo o ato de investir em sustentabilidade.

Ela é regulada pelo Banco Central por meio de seu Comitê de Política Monetária, o Copom. A cada 45 dias ocorre uma reunião na qual os membros do conselho definem qual será o novo patamar: se é mantido, elevado ou rebaixado.

A taxa Selic também serve como meio de controle da política monetária do país. Em casos de desordem econômica, o governo pode usá-la para equilibrar o funcionamento da economia. Um bom exemplo é quando a inflação se eleva e a Selic acompanha o movimento para frear seu avanço.

Como a taxa Selic afeta as empresas?

Toda empresa saudável objetiva um crescimento contínuo previsto em seu business plan. Isso é benéfico para toda a sociedade, que pode desfrutar de uma renda maior por meio de mais empregos ofertados justamente pela expansão da atividade econômica.

No entanto, é preciso aplicar dinheiro para que isso aconteça. Se pensarmos em uma instalação industrial, por exemplo, fica mais fácil de entender. Para ampliar um parque fabril é necessário comprar máquinas e ampliar a estrutura do local.

É nesse momento que a digitalização de empresas pode ajudar ao disponibilizar um empréstimo. Nesse caso, a taxa Selic influenciará a operação indicando se a tomada de recursos será mais ou menos onerosa.

Quanto maior estiver a taxa Selic, mais caro será o financiamento. Assim, uma Selic alta pode inibir o crescimento econômico do país.

O mesmo vale quando há necessidade de emprestar recursos para pagar uma folha de salários. Como a Selic baliza a tomada de empréstimos no país, as empresas pagam mais caro pelo crédito que é ofertado na praça.

Como a taxa Selic influencia na sua vida?

Apesar de algumas pessoas pensarem que economia é coisa para profissionais do mercado financeiro, a verdade é que ela influencia a vida de todos, direta ou indiretamente. Os consumidores, por exemplo, são afetados pelos preços das mercadorias que consomem.

Já as empresas são impactadas pela taxa Selic principalmente em relação ao mercado de crédito, ou seja, na tomada de recursos. É muito difícil que uma organização dependa apenas de seu próprio caixa, sendo necessário por vezes fazer um empréstimo, mesmo que por um período curto.

Da mesma forma ocorre em operações de expansão. Quando uma organização quer adquirir um terreno, por exemplo, para construir mais uma filial, o custo final do financiamento imobiliário também é impactado pela taxa Selic.

Ademais, também existem as operações de remuneração. Isso indica o resultado de uma tomada de recursos quando o dinheiro é investido, ou seja, no recebimento de juros. Todo o mercado de renda fixa acompanha a taxa Selic, de um jeito ou de outro, e isso influencia o rendimento.

Qual o impacto da taxa Selic na economia?

Quando olhamos para a economia de forma geral, é possível constatar os impactos que a taxa Selic causa em uma esfera macroeconômica. Todo esse cenário é afetado pela política monetária colocada em curso mediante a fixação da Selic.

E isso chega até a sociedade na forma de inflação, taxas de juros do mercado de crédito e nos empregos. Para entender melhor, basta pensar que uma Selic baixa pode estimular o consumo, mas ao mesmo tempo, também pode elevar a inflação.

Caso um efeito desses ocorra, o governo é obrigado a aplicar uma política monetária com elevação da Selic. Tal atitude retiraria liquidez do mercado e reduziria o consumo das famílias.

A inflação tenderia a baixar, mas possivelmente alguns postos de trabalho seriam ceifados. Não há nada de errado com isso e esse é o ciclo normal da economia.

Como a taxa Selic afeta os investimentos?

A taxa Selic é a grande referência para o mercado de renda fixa. Assim, ela pode impactar os investimentos de forma direta ou de forma indireta.

No primeiro caso, isso ocorre quando a rentabilidade do título do investidor está indexada (relacionada) ao CDI. Ele é uma espécie de "espelho" da taxa Selic. Assim, se a Selic está mais alta, o rendimento da aplicação tende a ser maior. O contrário também é válido, com esses papéis rendendo menos à medida que a Selic é rebaixada pelo Banco Central.

Aliás, é nesse momento que os efeitos indiretos são sentidos: com o mercado de renda fixa rendendo menos, a tendência é que haja um fluxo de capital para a renda variável.

Assim, a Selic também força o movimento dos recursos existentes no mercado financeiro. Se está alta, a renda fixa atrai mais investidores. Com ela em baixa, a renda variável ganha protagonismo.

A taxa Selic é o grande balizador da economia nacional. Entender seu funcionamento ajuda os empresários brasileiros imersos na jornada do herói, o grande desafio de empreender. No entanto, também existem suas recompensas e elas costumam ser muito boas. Além de exercer influência sobre essa classe de pessoas, a taxa Selic impacta a economia como um todo, fazendo parte do cotidiano dos brasileiros.

Bem legal saber mais sobre a taxa Selic, não é mesmo? Aproveite e faça seu cadastro ou login em nossa plataforma e leia também o artigo sobre como organizar as finanças!