Itaú Blog

Radar Agro - Intenção de plantio nos EUA

Aprofunde sobre os impactos sobre os mercados de soja e milho

Diretoria de Agronegocio

• 5 minutos de leitura

Intenção de plantio desaponta o mercado

O USDA divulgou ontem o relatório de intenção de plantio da safra 21/22 trazendo números que desapontaram as expectativas de mercado. Para a soja, os números projetados pelo órgão norte-americano foi de 35,4 milhões de ha, o que representa um aumento de 5,4% sobre a safra 20/21 mas queda de 2,8% frente ao esperado pelo mercado. No caso do milho, enquanto a média da expectativa dos agentes era de 37,7 milhões de ha, a área plantada divulgada foi de 36,9 milhões de ha, aumento de apenas 0,3% em relação ao ano anterior.

Intenção de área plantada de soja nos Estados Unidos, mm ha

Gráfico de Colunas comparativo entre as inteções de área de plantio de Soja nos EUA.
Fonte: Bloomberg, USDA

Intenção de área plantada de milho nos Estados Unidos, mm ha

Gráfico de colunas comparativo entre as expectativas de intençao de área de plantio de milho nos EUA.
Fonte: Bloomberg, USDA

Balanços de oferta e demanda nos EUA apertados

Assumindo o cenário de área plantada divulgado hoje pelo USDA e um nível de produtividade e usos semelhantes ao sugerido pela mesma entidade no Fórum Agrícola de fevereiro, a disponibilidade de soja na safra 21/22 tende a ser 3% inferior ao observado na 20/21. E isso, em um contexto de crescente demanda pelo grão na esteira do aumento das exportações e também de esmagamento, o que pode fazer com que os estoques de passagem no final da próxima safra seja ainda mais alarmante que os 3,9 milhões de toneladas previstos para a safra atual.

Para o milho, o cenário é semelhante, com a disponibilidade ficando 2,3% inferior ao ano passado, o que sugere que a relação estoque/uso nos Estados Unidos não próximo ano safra deverá ficar ao redor de 9%, menor nível desde a 13/14.

Balanço de soja nos Estados Unidos, mm t.

Tabela do Balanço de Oferta e Demanda de Milho nos Estados Unidos entre as safras 2018/19 e 2021/22.
Fonte: USDA, estimativas Itaú BBA

Balanço de milho nos Estados Unidos, mm t.

Tabela do Balanço de Oferta e Demanda de Soja nos Estados Unidos entre as safras 2018/19 e 2021/22.
Fonte: USDA, estimativas Itaú BBA

Será que algum alívio virá com o aumento da produção de outros?

Para a soja, assumindo um cenário em que tenhamos um aumento de 4% da produção no Brasil e uma recuperação da safra Argentina para 50 milhões de toneladas – e admitindo que a oferta do resto do mundo permanecerá estável, o balanço de oferta & demanda global tenderá a seguir apertado mesmo considerando um crescimento de 3% no consumo global. Lembrando que os fortes sinais de recuperação do rebanho suíno na China, a despeito dos novos casos da ASF, e o aumento da demanda por óleo e farelo de soja no mundo pode fazer que o consumo cresça ainda mais.

No caso do milho a situação é semelhante. O cenário aponta para mais um ano de déficit global na safra 21/22 mesmo assumindo um crescimento de apenas 2% na consumo mundial e um incremento expressivo das safras do Brasil, Argentina e Ucrânia, além do aumento previsto da produção dos EUA (também mantivemos a produção do resto do mundo estável sobre a safra 20/21).

O que isso significa para os preços?

A principal mensagem é que cada vez mais o espaço para quedas das cotações em Chicago fica menor uma vez que sinais de preços maiores serão necessários para conter a demanda diante da perspectiva de balanços apertados nos Estados Unidos e de mais um ano de possíveis déficits nas relações de oferta e consumo globais.

Ressalta-se também que, em condições de oferta e demanda tão justas como as que podem ser depreendidas dos fundamentos atuais, o impacto de choques climáticos nas cotações (presentes e futuras) são maiores que em ambiente de balanços folgados. Diante disso, a gestão de risco de preços ganha ainda mais relevância, principalmente para as empresas dependem desses insumos, com vistas a minimizar os impactos de altas adicionais de tais produtos na saúde financeira das companhias.

Balanço global de soja, mm t.

Tabela do Balanço de Oferta e Demanda Globais de Soja descriminando Brasil, EUA e Argentina entre as safras 2018/19 e 2021/22p.
Fonte: USDA, estimativas Itaú BBA

Balanço global de milho, mm t.

Tabela do Balanço de Oferta e Demanda Globais de Soja descriminando Brasil, EUA e Argentina entre as safras 2018/19 e 2021/22p.
Fonte: USDA, estimativas Itaú BBA