Banco Central corta a taxa de juros básica para 10,50% a.a.

O Comitê de Política Monetária (Copom) anunciou a redução da taxa Selic para 10,50% ao ano, com votação dividida.

Foto do Autor

Itaú Asset

• 2 minutos de leitura

Imagem ilustrativa
Elaboração: Itaú Asset Management

Nessa decisão, o Banco Central desacelerou o ritmo de cortes, passando a reduzir a taxa básica Selic em -0,25%. O corte em menor magnitude do anteriormente empregado teve como justificativa o aumento da incerteza com o cenário global, atividade doméstica mais forte e desancoragem nas expectativas de inflação.

Adicionalmente, o comitê flexibilizou a comunicação anterior, agora sem indicar qual o movimento mais provável para a próxima reunião, sinalizando um firme compromisso com o atingimento da meta de inflação. Sobre a votação, essa decisão não foi unânime, ocorrendo uma divisão com 5 membros votando pelo corte de -0,25% e 4 por manutenção do ritmo de corte em -0,50%.

Apesar das sinalizações hawkish na comunicação escrita, o fato da votação ter explicitado um comitê dividido gera dúvidas sobre a postura futura do Copom, com possíveis efeitos negativos na expectativa de inflação nos prazos mais longos. Tendo em vista a sinalização do Copom e o cenário de inflação, vemos como mais provável um último corte de -0,25%, encerrando o ciclo em junho com a taxa Selic em 10,25%.

Como de costume, seguiremos atentos aos comentários dos diretores do Copom, tanto através de documentos como a ata da reunião – a ser divulgada na próxima terça-feira.