Itaú Blog

Boletim Galaxy: Maio marcado por correção de preço nas criptomoedas

Os mercados cripto caíram durante o mês de maio (BTC: -7,5%, ETH: -1%) em meio ao desempenho morno em ativos de risco mais amplos e à força do dólar americano.

Foto do Autor

Galaxy Fund Management

• 7 minutos de leitura

Comentário do mercado

Os mercados cripto caíram durante o mês de maio (BTC: -7,5%, ETH: -1%) em meio ao desempenho morno em ativos de risco mais amplos e à força do dólar americano. Os dias de chuva parecem terem chegado mais cedo para os mercados financeiros, mas especialmente para as criptomoedas, já que os volumes mensais de troca de criptomoedas de US$ 424 bilhões caíram para o nível mais baixo do ano, uma queda de 72% em comparação com maio de 2022. Vale lembrar, no entanto, que Maio do ano passado foi atípico já que marcou o início da grande desalavancagem das criptomoedas, mesmo período que a stablecoin UST viu mais de US$ 60 bilhões em valor eliminando em poucas horas.

Dito isso, maio passado foi marcado pelo otimismo de builders, política americana e geopolítica global.

• Builders: A atividade elevada na rede Bitcoin trouxe de volta foco nas soluções de dimensionamento do Bitcoin. Atualmente, o blockchain do Bitcoin é capaz de facilitar apenas 7 transações por segundo. Para dimensionar a rede para o mainstream, as soluções da Camada 2 (como a Lightning Network) foram implementadas para facilitar uma taxa de transferência muito maior. Este mês, o Lightning Labs, um dos principais construtores de ferramentas para a Lightning Network, divulgou uma proposta atualizada para emitir ativos tradicionais na rede Bitcoin. Conhecido como TARO, este protocolo permitirá o ajuste do mercado de produtos para pagamentos rápidos em muitos tipos de ativos e está programado para ser adotado pela rede em 12 a 24 meses.

• Política americana: os dois principais candidatos presidenciais dos EUA, além de Joe Biden e Donald Trump, expressaram apoio ao direito dos americanos de usar bitcoin e ativos digitais no mês passado. O democrata Robert Kennedy Jr fez um discurso de abertura na conferência anual de Bitcoin em Miami, enquanto o republicano Ron DeSantis apoiou o direito das pessoas de usar ativos digitais durante seu anúncio de campanha no Twitter Spaces. Embora nenhum desses candidatos esteja atualmente liderando as pesquisas, ainda é extremamente notável que os candidatos presidenciais de ambos os partidos políticos estejam expressando apoio.

o Enquanto isso, o governo Biden mirou ativa e especificamente nas criptos, chegando ao ponto de invocar “brechas fiscais para criptos” em suas negociações sobre o teto da dívida. Seu Conselho de Consultores Econômicos escreveu duramente sobre Bitcoin e cripto. O Conselho Econômico Nacional e seus aliados no Congresso mantiveram o tom de crítica. Do outro lado, o imposto de 30% proposto por Biden sobre os mineradores de Bitcoin foi rejeitado (por enquanto).

• Geopolítica global: o Reino do Butão está levantando um fundo de $ 500 milhões de dólares para expandir sua operação de mineração de bitcoin existente desde 2019. Não é surpresa que um estado com grandes quantidades de energia hidrelétrica esteja buscando maneiras de monetizar essa carga básica com eficiência. Além disso, acumular dinheiro neutro com credibilidade faz sentido dada a situação geopolítica do Butão, situado entre nações muito maiores e mais poderosas, como China e Índia.

Considerações de Portfólio

Enquanto os mercados cripto mais amplos tiveram um desempenho inferior em maio, a relação ETH/BTC exibiu uma notável tendência de alta de aproximadamente 8%, ao longo do mês, para 0,069. Este é o nível mais alto desde a atualização do Shapella em 12 de abril, quando a proporção atingiu 0,071. Embora os dois maiores criptoativos tenham caído modestamente ao longo do mês, houve vários desenvolvimentos recentes em ativos digitais que pintam uma perspectiva construtiva no curto prazo.

• Primeiro, Tether, o maior emissor de stablecoin, anunciou que começará a investir mensalmente até 15% de seus lucros líquidos em BTC. Isso não apenas ajuda a diversificar as reservas do Tether, mas também cria uma cadência de compra consistente que apoia os preços do BTC. De acordo com as finanças do primeiro trimestre, a Tether teve US$ 1,5 bilhão em lucros líquidos, o que equivaleria a mais de US$ 200 milhões em bitcoin adicionados ao seu balanço durante o período. Esperamos que essa tendência continue à medida que o mercado de stablecoin continua a crescer e as taxas de juros do t-bill permanecem elevadas.

• Em seguida, o stake de ETH aumentou em 2,7 milhões ao longo de maio, elevando o número total de stake em ETH para mais de 21 milhões (17,5% da oferta total). Isso destaca a demanda por protocolos de apostas líquidas como o Lido, que permitem aos usuários agrupar seus fundos para se tornarem validadores no Ethereum, ignorando o requisito mínimo de 32 ETH.

• Por fim, o regulador de valores mobiliários e futuros de Hong Kong anunciou planos para permitir que comerciantes de varejo invistam em criptomoedas a partir de 1º de junho. As negociações vão ser restritas a ativos digitais que atendam a certos requisitos, provavelmente incluindo BTC e ETH. As stablecoins não serão permitidas para negociação. Alguns especularam que a estrutura de Hong Kong para o comércio de criptomoedas servirá como um experimento para a China potencialmente remover sua proibição de 2021 ao comércio de criptomoedas. A China é a segunda maior economia, então isso seria um grande desenvolvimento para o acesso a ativos digitais globalmente.

Embora esses desenvolvimentos possam provar ser ventos favoráveis para ativos criptográficos, é importante ter em mente a variedade de ventos contrários também estão no horizonte, como o evento de Mt. Gox ou a incerteza regulatória.

No entanto, acreditamos que o cenário macro atual será um catalisador maior do que essas histórias nos próximos meses:

• As negociações em andamento sobre o teto da dívida dos EUA

• Fitch colocando o rating de crédito AAA dos EUA sob vigilância negativa

• A crise bancária em curso e a narrativa de “desdolarização global”

Esse texto foi originalmente publicado pela Galaxy Fund Management, em seu boletim informativo mensal. Para ler este e outros texto sobre o universo de criptomoedas, acesse o site da Galaxy Fund Management.