Pílula de ETFs: Dividendos & Renda Passiva

Através da Renda Passiva o investidor pode fazer o próprio dinheiro trabalhar para o mesmo. Na pílula dessa semana falamos sobre as vantagens dos dividendos nessa tarefa.

Por Caique Cardoso

4 minutos de leitura

Renda passiva é fazer o dinheiro trabalhar para você. É muito comum investidores buscarem acumular capital ao longo do tempo para planos futuros e também pensar em como os seus investimentos podem auxiliar na renda no dia a dia.

As ações boas pagadoras de dividendos são opções interessantes para auxiliar nos dois desafios. Na acumulação de capital, por exemplo, o DIVO11 que segue o Índice de Dividendos da B3 e reinveste os proventos acumula uma performance destacada, além de ter um perfil de menor volatilidade (risco) do que o Ibovespa.

  • Ibovespa + 4,4% ao ano
  • IFIX (Fundos Imobiliários) + 5,7% ao ano Performance acumulada com reinvestimento de dividendos
Fonte: Itau Asset

Na perspectiva da Renda Passiva, o IDIV também tem mostrado seu potencial. Não só registra um Dividend Yield de 9% nos últimos 12 meses, como também tem registrado um ganho de capital, mesmo desconsiderando o reinvestimento dos proventos pagos, conforme no gráfico abaixo:

(2) Performance acumulada sem reinvestimento: O efeito da renda

Fonte: Itau Asset

Para ficar mais claro, produzimos um estudo de caso de um investimento de 100 mil reais no IDIV de no IFIX e o resultado foi uma maior distribuição de renda no IFIX mas uma diminuição do saldo de investimento ao final, ou seja, o investidor investiu 100 mil reais, recebeu 64 mil reais em renda e ainda tem 86 mil reais.

Enquanto no IDIV, a distribuição de renda foi menor, de 34 mil reais (descontado o eventual imposto de renda), mas o saldo aumentou ao longo do tempo de 100 mil para 148 mil, conforme tabela abaixo.

A boa notícia é que o investidor que busca complementar sua renda passiva com o IDIV, pode investir no DIVD11, ETF que segue o IDIV e distribui os proventos, como dividendos e juros sobre o capital próprio.

Estudo de caso:¹desde 2018, investindo 100 mil reais no IDIV ou IFIX

Fonte: Itau Asset

O DIVD11 está em período de oferta pública e pode funcionar como aliado dos investidores que buscam renda passiva investindo em uma carteira de ações. Além de contar com a gestão profissional da Itaú Asset de quase 20 anos de gestão de ETFs, o DIVD11 tem taxa de administração competitiva de 0,50% ao ano e a facilidade de investir em um ETF.

Clique aqui para conhecer mais dos ETFs Itaú Asset. Para investir, busque a sua Corretora.