Pílula de ETFs: IPCA+ & Proteção à inflação

O investimento em juros reais é uma importante ferramenta que auxilia na proteção da inflação. Na pílula dessa semana falamos como o investimento no Tesouro IPCA+ pode ser um importante aliado para o investidor.

Foto do Autor

Renato Eid

• 4 minutos de leitura

Quando você pensa sobre seus investimentos, a pergunta inicial deve ser sempre qual o objetivo que se busca? Assim, este objetivo pode ser acumular recursos para comprar um bem, como um carro ou uma casa, realizar um sonho, como uma viagem, ou mesmo garantir os meios para uma aposentadoria.

Então, o que todos esses planos têm em comum é que no médio prazo precisam não apenas da acumulação dos recursos, mas que esses tenham um crescimento real, acima da inflação.

Mas olhem que interessante: muito provavelmente você observa a rentabilidade dos seus investimentos comparando com o CDI. Está errado? Não.

Mas nesse sentido, o maior risco que qualquer investidor corre não é o de não superar o CDI, mas sim não saber se o seu poder de compra está sendo mantido com o passar do tempo.

Assim, à primeira vista, seus investimentos tiveram retorno positivo. Isso traz a sensação de ganho, mas de fato eles podem não ter mantido seu poder de compra e, assim, em termos reais eles foram negativos.

Quando olhamos o nível dos papeis IPCA+ que compõe os ETFs de Renda Fixa da Itau Asset, notamos que desde 2018, em menos de 10% do tempo conseguimos investir nesse nível de taxa no caso do IMAB11.

Frequência de observações da Taxa IPCA+ do IMA-B (em dias)

Fonte: Itau Asset

Na mesma janela de tempo, o CDI rendeu IPCA+2,66%, o Dólar gerou retorno de IPCA+0,81% e o Ibovespa atingiu IPCA+1,82%. Fica a reflexão da janela de oportunidade interessante quando pensamos na classe de Renda Fixa. Depois de muito tempo, as taxas prefixadas e as taxas dos papéis atrelados à inflação voltaram aos níveis mais elevados quando olhamos o passado recente.

Retorno acima da inflação desde 2018

Fonte: Itau Asset

Olhando os desafios e as várias partes móveis que estão se alterando de forma significativa na composição de cenários, buscar o porto seguro da Renda Fixa atrelada aos papeis IPCA+, protegendo o seu poder de compra ao longo do tempo, parece ser uma boa estratégia para agregar valor e proteção aos seus investimentos.

Além de facilmente acessar uma carteira diversificada de títulos públicos indexados à inflação, o IMAB11 oferece vantagens tributárias, como:

  • 15% de imposto de renda independente do período investido
  • Recolhimento na fonte, sem emissão de DARF
  • Sem come-cotas e Sem IOF
  • Reinvestimento dos cupons, sem incidência de imposto: os títulos IPCA+ de anos ímpares irão distribuir 19 bilhões de reais em cupom, que no ETF não terá incidência de imposto.

Clique aqui para conhecer mais dos ETFs Itaú Asset. Para investir, busque a sua Corretora.