Itaú Blog

Pílula de ETF: O impacto dos investidores estrangeiros na bolsa brasileira

Depois de 3 meses com registros de saída de fluxo de investidores estrangeiros, novembro muda a direção e registra mais de 11,3 bilhões de entradas desse perfil de investidores. No ano, investidores estrangeiros foram às compras no Brasil e alocaram mais de 17,6 bilhões de reais na B3.

Foto do Autor

Caique Cardoso

• 3 minutos de leitura

É comum ver maior parte da alocação de investidores estrangeiros em papéis mais líquidos, justamente o critério de seleção das ações do Ibovespa. De forma que é possível identificar, no gráfico abaixo, uma similaridade dos movimentos de fluxo de investidores estrangeiros com a performance do índice Ibovespa neste ano.

Como sugerem os dados, recentemente o Brasil tem atraído fluxo financeiro e o Ibovespa tem se beneficiado desse movimento. É importante notar que investidores estrangeiros são muito relevantes no mercado acionário local. Segundo o boletim mensal de ações da B3, em outubro os não residentes corresponderam a quase 60% do volume negociado de ações.

O BOVV11 busca seguir o Ibovespa e pode ser uma opção interessante para acessar esse tema. Além de contar com a gestão profissional da Itaú Asset, o investidor se beneficia da praticidade de investir em mais de 80 ações com alta liquidez da bolsa brasileira com uma única operação.

Clique aqui para conhecer mais dos ETFs da Itaú Asset. Para investir, busque a sua Corretora.