Itaú Blog

Principais destaques do painel ‘A arte de investir com ETFs’

Confira um resumo do bate-papo que aconteceu na Arena B3, como parte da 3ª edição da Semana de ETFs Itaú Asset, e contou com a participação de Flavia Mouta, Pedro Boainain e Gustavo Cerbasi

Foto do Autor

Itaú Asset

• 4 minutos de leitura

Entre 26 e 30 de junho, promovemos a 3ª edição da Semana de ETFs Itaú Asset, que contou Semana de ETFs, com mais de 10 convidados e 5 horas de conteúdos sobre o tema. O painel “A arte de investir com ETFs” foi moderado por Eduardo Torrescana, head de distribuição Private e Terceiros da Itaú Asset, com a participação de Flavia Mouta, diretora de emissores da B3, Gustavo Cerbasi, sócio na SuperRico Saúde Financeira, e Pedro Boainain, CIO Asset core e gestor de crédito.

Confira, abaixo, um resumo dos destaques da conversa.

A evolução dos ETFs, por Flávia Mouta

  • Além da expansão no número de investidores em ETFs nos últimos anos (mais de 500 mil atualmente), houve uma grande expansão da oferta desse tipo de instrumento;
  • Hoje, já existe uma diversidade de classe de ativos na composição dos ETFs (ações, renda fixa, criptomoedas, entre outros);
  • Para o futuro, o objetivo é fortalecer a educação sobre mercado de capitais de maneira geral, além de desenvolver mais o ETF como produto, inclusive em quesitos regulatórios, considerando que o instrumento ainda tem limitações no mercado brasileiro.  

A importância da estratégia de longo prazo, por Gustavo Cerbasi

  • A educação financeira evoluiu muito no Brasil, mas o desafio ainda é grande;
  • Falta visão de longo prazo para o brasileiro, que ainda busca encontrar apenas alguns ativos que trarão bons retornos. Os influenciadores e educadores em geral precisam desenvolver a capacidade de transmitir a importância da estratégia;
  • Muitos querem acelerar o resultado, mas não têm conhecimento ou disponibilidade para acompanhar o mercado com a frequência necessária. O ETF simplifica esse processo para aqueles que querem ter esse tipo de exposição, especialmente ao falarmos em renda variável;
  • O ETF oferece proteção e consistência no longo prazo, algo eficiente também para quem não consegue se envolver com profundidade no mercado e ter a agilidade necessária para operar no mercado em busca de uma boa performance.

As vantagens dos ETFs, por Pedro Boainain

  • Uma das vantagens do ETF é que ele é capaz de educar o investidor na prática, por ser um veículo barato, diversificado, com uma boa liquidez e, principalmente, acessível;
  • Hoje, é possível ter acesso a uma carteira de ações internacionais completa e diversificada, como o S&P 500, com o ETF SPXI11, ou investir em bitcoin com muito mais segurança do que ao comprar a criptomoeda de maneira tradicional, com o ETF BITI11.

Confira o painel na íntegra abaixo.