Itaú Blog

Vencimento da NTN-B e pagamento de cupom: como manter a exposição.

Leonardo Vasques

• 8 minutos de leitura

No dia 15 de maio, segunda-feira, teremos 2 eventos importantes que devem gerar um grande fluxo de recursos para investidores: o vencimento da NTN-B 2023 e o pagamento de cupom semestral das NTN-Bs com vencimentos em anos ímpares.

Para aqueles que desejam manter a exposição em ativos atrelados ao IPCA, uma alternativa interessante são os ETFs de Renda Fixa de juros reais, como o B5P211, IMAB11 e IB5M11, compostos exclusivamente de NTN-Bs, portanto sem risco de crédito privado.

Diferentemente do investimento direto em NTN-Bs, a grande vantagem dos ETFs de Renda Fixa é que reinvestem os cupons, evitando a antecipação de imposto de renda que é pago nestas ocasiões. Ainda, contam com outros benefícios tributários, como a alíquota de 15% independente do prazo de aplicação, taxa zero de IOF e isenção de come-cotas, o que faz com que a rentabilidade no longo prazo para o investidor seja superior à de alternativas de investimento que sofrem esse tipo de tributação.

Diferentemente de outros instrumentos de renda fixa que negociam em bolsa, estes ETFs ainda contam com mais vantagens: não necessitam pagamento de DARF e são isentos de corretagem quando negociados via plataforma na Itaú Corretora.

Além disso, por não terem vencimento, os ETFs de Renda Fixa mantêm o investidor exposto consistentemente, sem a necessidade de rolar a posição como no investimento direto nas NTN-Bs. Para aqueles que estão investidos na NTNB 2023 e querem se manter expostos a inflação nos próximos anos, o B5P211 é o mais adequado por investir exclusivamente nas NTN-Bs com vencimentos mais curtos, limitados aos próximos 5 anos.

Para conhecer mais sobre esses ETFs, aqui você encontra a performance e as principais características, incluindo a relação de preço e yield implícito.