Itaú Blog

Ata mostra Fed dividido entre pausa e alta nos juros em junho

No Radar do Mercado: documento mostrou que, apesar da decisão unânime, alguns membros do Federal Reserve argumentaram a favor de uma nova alta de 25 pontos-base

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

O Federal Reserve (Fed, banco central americano) divulgou a ata de sua última reunião, quando as autoridades optaram por pausar o ciclo de alta nos juros, mantendo as taxas no intervalo de 5% a 5,25%, mas surpreendendo ao indicar que os juros podem subir mais até o final do ano.

O documento mostrou que, apesar da decisão unânime, alguns membros argumentaram a favor de uma nova alta de 25 pontos-base diante do mercado de trabalho ainda apertado e dos poucos sinais de que a inflação está desacelerando em direção à meta, mas optaram com a maioria pela pausa no ciclo.

Mesmo deixando as taxas inalteradas, quase todos disseram que altas adicionais provavelmente seriam apropriadas. As autoridades acreditam que o rápido aumento nos juros desde o início de 2022 permite que avaliem agora com cuidado os efeitos do aperto na economia e reforçaram que estão atentos às repercussões da turbulência bancária recente.

As projeções das autoridades seguem indicando que os efeitos do aperto nas condições de crédito levariam a uma leve recessão a partir do final deste ano, seguida de uma recuperação moderada. No entanto, dada a força do mercado de trabalho e a resiliência da inflação, os membros também enxergam agora a possibilidade de a economia continuar a crescer lentamente, evitando assim uma recessão.

De maneira geral, a ata divulgada hoje não deve alterar a expectativa do mercado por mais uma alta de 25 pontos-base na próxima reunião, agora em julho.

💬 O que achou deste conteúdo?