Itaú Blog

Back to Basics: entender mais para ganhar mais

TenisVesting: aquecer no quadradinho ativa os golpes para você jogar melhor, dominar os conceitos básicos ajuda o investidor a construir portfólios melhores

Foto do Autor

Andrea Masagão Moufarrege, Team Leader - Investment Funds Specialists

• 4 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

Sabe por que um bom aquecimento no quadradinho ajuda a jogarmos melhor? Porque ativa os movimentos básicos dos golpes.

Dominar conceitos básicos e entender de onde vem os retornos também é essencial nos investimentos.

Então, “Back to basics” é uma ótima estratégia para buscar mais retorno e vitórias.

Na década de 60, Jack Treynor, William F. Sharpe, John Lintner e Jan Mossin trabalharam usando conceitos desenvolvidos anteriormente por Harry Markowitz e desenvolveram um modelo matemático, denominado CAPM (Capital Asset Pricing Model), para entender como os retornos de ativos são compostos.

Nessa época, jogadores(as) como Rod Laver, Arthur Ash, Billie Jean King e Maria Ester Bueno arrasavam nas quadras ao redor do mundo.

Simplificando muito um conceito bem complexo, o trabalho desses economistas se resume na seguinte equação:

Retorno = Taxa Livre de Risco + Beta x (Retorno do Mercado - Taxa Livre de Risco)

O modelo indica que o retorno de um ativo é a soma de uma taxa livre de risco (no Brasil usa-se o CDI ou a Selic) mais um fator composto pelo retorno inerente do mercado, acima dessa taxa livre de risco, ponderado por um multiplicador chamado de “Beta”, que mede o quanto o ativo adiciona de risco, e potencialmente retorno, a um portfólio que replica o mercado.

Vamos tentar pensar isso com cabeça de tenista. A vitória (retorno) é atingida quando ao menos igualamos a consistência do adversário (taxa livre de risco) adicionando habilidade superior a consistência dele (retorno do mercado-taxa livre de risco) acelerada ou desacelerada pela eficiência de nossos golpes (Beta).

O modelo CAPM deixa muito clara a relação de risco x retorno de ativos, mas baseia-se em hipóteses fortes de eficiência absoluta do mercado e racionalidade integral dos investidores. Essa fragilidade abre oportunidades para investidores superarem o mercado.

Buscar retornos em linha com índices de referência, como o CDI na renda fixa e o Ibovespa na renda variável, exige bastante conhecimento e, principalmente, eficiência de execução. Conseguir, porém, retornos superiores às referências de mercado vai além. Exige habilidades diferenciadas de análise de cenário, antecipação de tendências e muitas vezes coragem para posicionamento. Essa habilidade de geração de retorno além dos índices de referência é conhecida como “Alfa”.

A eficiência e consistência de golpes do Djokovic e da Halep sempre me impressionam, mas a habilidade e repertório de golpes perfeitos do Federer e da Barty vão além e me emocionam. Tentando pensar agora com cabeça de investidor: Djoko e Halep são jogadores de “Beta Alto” e superam os adversários pela consistência, enquanto Federer e Barty geram “Alfa” e ganham adicionando habilidade diferenciada no jogo.

Investidores super bem-sucedidos como John Boogle, fundador da gestora americana The Vanguard, defendem a tese que investimentos passivos, indexados e de baixo custo são superiores às estratégias mais complexas, que buscam superar o mercado. Essa linha de investimento deixa grande contribuição pela sua simplicidade e eficiência, mas é permanentemente desafiada por gestoras americanas como a Renaissence e Bridgwaters ou mesmo pelas brasileiras SPX e Dynamo, que consistentemente batem o mercado em janelas de observação de longo prazo.

No mercado temos o privilégio de poder compor uma carteira combinando estratégias de gestão passiva e ativa. Nesse jogo, a diversificação continua imperando como campeã na construção de retornos consistentes, especialmente, quando a carteira é composta por posições equilibradas entre fundos de gestores ativos diferenciados e estratégias passivas eficientes e de baixo custo.

Por isso, não dá para perder nenhuma oportunidade para assistir a jogadores e investir com gestores desse calibre.

🎾 Play!

📈 Leituras recomendadas: O Homen que Decifrou o Mercado, Gregory Zuckerman e Princípios, Ray Dalio