Itaú Blog

Banco da Inglaterra anuncia compra de títulos

No Radar do Mercado: além do anúncio de compra da dívida de longo prazo, o FMI pediu para que o Reino Unido reconsidere o pacote fiscal

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

O Fundo Monetário Internacional (FMI) encorajou o governo britânico a reconsiderar o pacote fiscal anunciado. Segundo a organização, o pacote atua na contramão do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), que se encontra pressionado a subir ainda mais os juros, dada a repercussão das medidas nos mercados.

Além do estímulo fiscal ser inapropriado frente às pressões inflacionárias que a região enfrenta, as medidas anunciadas colocam em risco a sustentabilidade fiscal do país, que enfrenta maiores custos de financiamento.

A agência de classificação de crédito Moody’s comentou que um grande estímulo fiscal não financiado é danoso à classificação de crédito, aumentando as expectativas de que a classificação de crédito do Reino Unido seja revisada para baixo.

Além da queda expressiva da libra esterlina, os juros dos gilt bonds (títulos do Tesouro Nacional britânico) de vencimentos mais longos subiram expressivamente, com os títulos de 30 anos alcançando sua maior taxa desde 1998.

O Banco da Inglaterra, em divulgação extraordinária, anunciou que vai comprar títulos de longo prazo até o dia 14 de outubro, a fim de estabilizar o mercado. O comunicado reforçou que a meta de redução do estoque de títulos em 80 bilhões de libras ainda permanece, mas que seu início será postergado. Também afirmou que endereçará esse choque fiscal em seu próximo encontro, e esperamos uma aceleração no ritmo de altas dos juros nas próximas reuniões do BoE.

O que achou deste conteúdo?