Itaú Blog

Bancos Centrais de China e Europa ajustam taxas de juros; atividade econômica segue resiliente no Brasil e nos EUA

No Radar do Mercado: Enquanto China reduz taxa de depósitos compulsórios, o Banco Central Europeu anunciou aumento das taxas de juros. No Brasil e nos EUA, dados de atividade econômica mostram resiliência

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 4 minutos de leitura

Créditos: Getty Images

Banco Popular da China (PBoC) reduz a taxa de compulsório bancário (RRR)

O Banco Central da China anunciou que, a partir de 15 de setembro, a taxa de depósitos compulsórios será reduzida em 25 pontos-base. Em março deste ano a autoridade chinesa já havia realizado corte de mesma magnitude. Novos cortes podem ser anunciados com o objetivo de manter a liquidez do sistema financeiro e apoiar a recuperação econômica.

Banco Central Europeu (BCE) eleva taxas de juros

Em reunião nesta manhã, o Banco Central Europeu (BCE) elevou suas taxas de juros em 25 pontos-base, decisão que surpreendeu as expectativas. Com a decisão, a taxa de refinanciamento passa para 4,50%, a de depósitos para 4,00% e a de empréstimos para 4,75%. 

A reunião também marcou a atualização das projeções do comitê, que, em linhas gerais, revisou o crescimento para baixo e a inflação para cima. Destaca-se que a projeção para a inflação de 2025 segue ligeiramente acima da meta. Durante a coletiva de imprensa, a presidente do grupo, Christine Lagarde, afirmou que, ainda que alguns membros tenham defendido uma pausa, a maioria concordou por novo aumento das taxas. 

Ao mesmo tempo, o comunicado destaca que as taxas atingiram níveis que, se mantidos por período suficientemente longo, contribuirão substancialmente para o retorno da inflação à meta, indicando a possibilidade do fim do ciclo de altas.

Setor de serviços no Brasil registra crescimento em julho

O setor de serviços no Brasil registrou crescimento de 0,5% em julho, conforme divulgado pelo IBGE, em linha com o esperado pelo mercado. Três das cinco atividades investigadas registraram incremento na margem. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o crescimento foi de 3,5%.

O crescimento do setor de serviços tem sido sustentado pela resiliência do mercado de trabalho. Com o dado de hoje, o tracking do PIB (estimativa de alta frequência) avançou para -0,25% t/t (+1,8% a/a) no terceiro trimestre do ano. 

Vendas no varejo dos EUA superam estimativas em agosto

Nos Estados Unidos, as vendas no varejo em agosto surpreenderam positivamente, registrando um aumento de 0,6%, enquanto o mercado projetava crescimento de 0,1%.
 

Segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo Departamento do Comércio, o grupo de controle, que apresenta maior relação com o componente de consumo do PIB, avançou 0,1%, enquanto as projeções sinalizavam uma ligeira contração. A divulgação segue indicando resiliência da economia americana, mesmo em meio ao forte aperto monetário promovido.

💬 O que achou deste conteúdo?