Itaú Blog

Bolsa chinesa: recuperação à vista

A turbulência recente da bolsa chinesa tem despertado a atenção dos investidores, que passaram a adotar uma postura mais cautelosa

Rodrigo Lopes & Eduardo Coccaro

• 2 minutos de leitura

Créditos: Itaú Private Bank

Após uma retomada explosiva desde o fim da política de Covid-zero até janeiro deste ano, a bolsa chinesa devolveu boa parte de seus ganhos nos últimos quatro meses.

Dado que a China corresponde a aproximadamente um terço do índice de bolsas emergentes (MSCI EM), a saúde do mercado acionário chinês tem forte impacto nos mercados emergentes em geral.

Afinal, o que poderia explicar o desempenho negativo das ações chinesas no ano?

Confira o artigo completo.