Itaú Blog

Casos de Covid-19 atingem maior nível em três meses na China

No radar do mercado: casos de Covid-19 voltaram a subir na China e atingiram o maior nível em três meses, impulsionados pelo agravamento da situação na ilha de Hainan

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

Os casos de Covid-19 voltaram a subir na China e atingiram o maior nível em três meses, impulsionados pelo agravamento da situação na ilha de Hainan, ponto turístico apelidado de Havaí chinês.

Foram mais de 3.424 infecções registradas na China na quarta-feira, ante 2.888 do dia anterior. Do total, 2.018 estavam em Hainan, mais concentrados na cidade de Sanya. Além da construção de hospitais de campanha, mais de 2 mil trabalhadores foram enviados para a região. Cerca de 150 mil turistas ficaram retidos na ilha, na tentativa de controlar o surto e garantir que o vírus não seja levado para outras cidades, à medida que os visitantes partem do local.

As autoridades da cidade costeira de Xiamen também começaram a testar diariamente pescadores e seus peixes capturados, para evitar que o vírus se espalhe e reforçando a política de tolerância zero contra a Covid.

Mas os governos locais parecem mais focados em buscar um equilíbrio no controle da pandemia. Em meio aos recentes surtos, muitas cidades foram colocadas sob bloqueio temporário, geralmente por apenas três dias.

Centros urbanos maiores, como Pequim e Xangai, adotaram testes regulares em massa , com o objetivo de reduzir os custos econômicos das restrições em larga escala. Em Xangai, epicentro do último grande surto, entre abril e maio, os casos reportados mostram uma situação epidêmica mais controlada, com  a reabertura de escolas programada para setembro.