Itaú Blog

China anuncia corte das taxas de compulsório bancário

No Radar do Mercado: em contexto de alta de casos de Covid-19 em ritmo acelerado no país, o banco central chinês anuncia novo corte nas taxas de compulsório bancário

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 3 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

China corta compulsório bancário

O Banco do Povo da China (PBoC, na sigla em inglês) anunciou hoje a redução na taxa de compulsório bancário (RRR, na sigla em inglês) em 25 pontos-base, que entrará em vigor a partir de 5 de dezembro. É a quarta redução da taxa desde meados de 2021.

A medida veio em linha com o comunicado do Conselho de Estado na quarta-feira, e reduz o nível médio da RRR para instituições financeiras de 8,1% para 7,8%.

A decisão deve liberar 500 bilhões de yuans em liquidez no sistema bancário e reflete o foco do PBoC em garantir o suporte de crédito adequado para estabilizar a economia e o setor imobiliário.

Casos de Covid-19 sobem em ritmo acelerado

Os casos de Covid-19 continuam subindo em ritmo acelerado na China. Foram reportados cerca de 32 mil novos casos, acima dos 25 mil anunciados na sexta passada. O volume já ultrapassa o pico de abril, renovando o recorde de infecções diárias.

A alta recorde de casos acontece duas semanas após o anúncio de vinte medidas de flexibilização nas restrições à Covid-19, incluindo a redução do tempo de quarentena.

Em resposta à alta de casos disseminada em diversas regiões, os governos locais têm revertido as medidas de flexibilização, com lockdowns localizados em muitas cidades. Em Zhengzhou, cidade que abriga a maior fábrica da Apple no país, o anúncio de um bloqueio de cinco dias decretou o confinamento de seis milhões de pessoas, e foi palco de protestos na quarta-feira.

Dessa vez, as restrições têm afetado principalmente a mobilidade, enquanto o fechamento de fábricas ou interrupções de linhas de transporte ainda permanecem menos frequentes. Dessa forma, o impacto econômico deve ser relevante, mas concentrado no consumo e serviços e menos na produção industrial.