Itaú Blog

CMN não discute metas de inflação; zona do euro fecha conta corrente com déficit

No Radar do Mercado: como esperado, Conselho Monetário Nacional não discutiu metas de inflação; na zona do euro, a conta corrente fechou 2022 com déficit de 106 bilhões de euros

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

O Conselho Monetário Nacional (CMN) se reuniu ontem (16). Como esperado, o encontro foi técnico, e as metas de inflação, em foco nas últimas semanas, não foram discutidas. O CMN tem reuniões mensais e, usualmente, define a meta de inflação em junho.

Zona do euro fecha 2022 com déficit de 106 bilhões de euros

A conta corrente da zona do euro fechou 2022 com um déficit de 106 bilhões de euros (o que equivale a 0,8% do PIB), contra um superávit de 282 bilhões de em 2021 (2,3% do PIB), segundo o Banco Central Europeu (BCE). Em dezembro, houve superávit de 16 bilhões, acima dos 13 bilhões registrados no mês anterior, em linha com os preços mais baixos do gás.

O balanço reflete uma mudança de sinal em bens, passando de superávit para déficit e, em menor grau, por uma queda no superávit de renda primária, além de um déficit ligeiramente maior de renda secundária. Esses resultados foram parcialmente compensados ​​por um superávit maior de serviços.

Inflação ao produtor recua na Alemanha em janeiro

Também aconteceu hoje a divulgação do Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha, que recuou de 21,6% para 17,8% na comparação anual. Na base mensal, o indicador aprofundou a queda, de -0,4% para-1%. De maneira geral, a leitura sugere uma tendência de queda à frente para a inflação ao consumidor medida pelo CPI.

⚠️ Importante: devido ao Carnaval, não teremos a publicação do boletim No Radar do Mercado na segunda e terça-feira, dias 20 e 21 de fevereiro. Voltamos na quarta-feira, no período da tarde. Bom feriado!

O que achou deste conteúdo? 💬