Itaú Blog

Destaques da nossa live de cenário macro de setembro

Confira os pontos abordados no bate-papo com os nossos clientes, que teve a participação de Gina Baccelli, Humberto Vignatti e Rodrigo Lopes, com a moderação de Guilherme Wertheimer

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 3 minutos de leitura

Crédito: Itaú Private Bank

Na terça-feira, 05, realizamos mais uma live exclusiva para os nossos clientes, trazendo detalhes sobre a nossa visão do cenário macroeconômico e dos mercados, tanto local quanto internacional. Gina Baccelli, nossa economista-chefe, Humberto Vignatti, estrategista de renda fixa, e Rodrigo Lopes, estrategista de renda variável, participaram da conversa, que foi moderada por Guilherme Wertheimer, nosso superintendente de investimentos.

Veja, a seguir, um resumo do bate-papo.

Cenário Internacional

  • Recentemente, vimos uma desaceleração da inflação global no mundo devido a dois choques positivos de oferta: queda dos preços de energia e de bens de consumo;
  • Esse processo aconteceu ao mesmo tempo em que a atividade ficou mais resiliente do que o esperado nessa fase do ciclo econômico, gerando uma combinação muito positiva no primeiro semestre;
  • Os bancos centrais de países desenvolvidos já subiram bastante os juros. Agora, discutem o fim do ciclo de aperto monetário, mas com dúvidas com relação à desaceleração da inflação e à atividade econômica, que chegue forte;
  • À frente, os juros devem ficar altos por um longo período e a atividade econômica deve ficar menos forte. O grande risco para a economia global em 2024 é uma recessão, considerando que os bancos centrais ainda precisem subir mais os juros;
  • Nosso cenário base é de atividade econômica que desacelera sem recessão e inflação em desaceleração gradual;
  • A fraqueza da economia chinesa tem sido a grande surpresa do ano, mas já estamos vendo uma reversão desse processo. Várias medidas já foram tomadas e o governo deve aumentar os estímulos;
  • Continuamos acreditando na tendência de depreciação do dólar. O curto prazo tem sido mais desafiador porque a economia americana está forte. Apesar disso, o dólar não tem feito novos picos.
  • Diante disso, seguimos alocados em uma cesta de moedas contra o dólar americano.
  • Na renda variável, seguimos construtivos com as bolsas de emergentes, que historicamente tendem a performar melhor em um cenário de dólar fraco.
  • Na renda fixa, nossa principal convicção é em crédito americano com grau de investimento (investment grade), que oferece uma taxa de retorno razoável.

Cenário local

  • A atividade econômica tem se mostrado resiliente. Esperamos alguma desaceleração à frente, mas o consumo pode continuar sustentando crescimento;
  • A desinflação gradual segue em curso, liderada por comercializáveis. O choque de energia também foi importante para o Brasil no primeiro semestre, por isso, uma possível reversão desse processo é um risco a ser monitorado;
  • O BC iniciou ciclo de corte de juros diante da desaceleração da inflação e da queda das expectativas. O ritmo e a magnitude total do ciclo vão depender da evolução dos dados e balanço de riscos;
  • O desafio fiscal continua, mas a melhora do crescimento da economia é positiva. De qualquer forma, o governo precisa aprovar medidas que aumentem a arrecadação da meta de déficit zero;
  • Nossa projeção não é de déficit zero. Para isso, a economia precisa crescer mais do que o esperado ou as medidas que estão no congresso precisam ser aprovadas.
  • A conjuntura favorável para a economia no primeiro semestre, aliada à redução de alguns riscos (fiscal, monetário), cria um ambiente mais favorável para ativos de risco.
  • Com o início do ciclo de cortes da Selic, estamos otimistas com a bolsa que, historicamente, durante ciclos de corte dos juros, tende a exibir retornos superiores.
  • Mais à frente, podemos ver um fluxo local de recursos saindo da renda fixa e indo para bolsa. Nosso objetivo é antecipar esse movimento;
  • A renda fixa segue atrativa, sobretudo na classe de juro real devido a proteção inflacionária que essa classe de ativos produz.

A seguir, confira um trecho da live:

Para assistir ao vídeo completo, solicite o link da transmissão para a sua equipe de atendimento.