Itaú Blog

Europa avança em acordo para adotar corredor dinâmico de preços

No Radar do Mercado: líderes europeus discutem sobre propostas para conter os altos preços de energia; Reino Unido deve ter novo primeiro-ministro na próxima semana

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 3 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

Os líderes europeus avançaram em acordo sobre um novo conjunto de medidas para conter os altos preços de energia, segundo o noticiário. O grupo concordou em desenvolver um “corredor dinâmico de preços”, que funcionaria em caráter emergencial e sem prejuízo aos contratos existentes.

A proposta limita a variação que o preço do gás poderá ter em um único dia. Os líderes também concordaram em compras de gás conjuntas para aumentar seu poder de barganha e evitar disputas de preços dentro bloco, além da criação de metas e medidas de redução de demanda parcialmente obrigatórias.

O pacote não terá uma implementação rápida e provavelmente será mais eficaz para o período de armazenamento de gás de 2023 do que para o inverno deste ano. As negociações continuarão em um encontro dos ministros de energia da União Europeia em 25 de outubro, e outra reunião de emergência pode ser convocada no próximo mês para finalizar o acordo.

Reino Unido deve ter novo premiê na próxima semana

No Reino Unido, após a renúncia da primeira-ministra Liz Truss, é esperado que um novo premiê assuma dentro de uma semana, provavelmente em 28 de outubro. Nos próximos dias, o Partido Conservador realizará uma eleição envolvendo parlamentares conservadores e membros do partido. O ex-chanceler Rishi Sunak, Penny Mordaunt (que já concorreu à liderança) e o ex-primeiro-ministro Boris Johnson são os nomes mais citados para suceder Truss. 

As vendas no varejo do país apresentaram queda em setembro (-1,5%), abaixo da expectativa do mercado (-0,4%). Já a confiança dos consumidores está próxima do menor patamar histórico em meio à instabilidade política e econômica. Nesse cenário, vale lembrar que a inflação ultrapassou os dois dígitos, aumentando a pressão sobre o Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês) no aperto de sua política monetária.

O que achou deste conteúdo?