Itaú Blog

Expectativas de inflação sobem para 2023; nos EUA, instabilidade financeira exige cautela

No Radar do Mercado: as projeções do mercado para a inflação de 2023 subiram novamente; nos EUA, quebra de dois bancos reacende temor quanto à estabilidade financeira do país

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 3 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

O Banco Central divulgou hoje mais uma edição do Relatório Focus. As expectativas de inflação permaneceram estáveis para 2024 e 2025. Para 2023 e 2026, porém, houve alta.

Quando comparada à semana anterior, a mediana das estimativas para o IPCA de 2023 subiu de 5,90% para 5,96%. Vale lembrar que a meta central é de 3,25%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

A projeção se manteve estável para 2024 (4,02%) e 2025 (3,80%). Para 2026, houve ligeira alta, de 3,77% para 3,79%.

Na política monetária, as medianas das estimativas para a taxa Selic seguiram estáveis ao longo do horizonte de quatro anos: para 2023 em 12,75%, para 2024 em 10%, para 2025 em 9% e para 2026, em 8,75%.

Em relação à atividade econômica, a mediana para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2023 subiu ligeiramente, de 0,85% para 0,89%. A projeção continuou estável para 2024 (em 1,50%) 2025 (em 1,80%). Para 2026, houve uma leve queda (de 2% para 1,98%).

Por fim, no câmbio, as projeções não tiveram alterações para 2023 (R$/US$ 5,25), 2024 (R$/US$ 5,30), 2025 (R$/US$ 5,30) e 2026 (para R$/US$ 5,35).

Instabilidade financeira exige Fed mais cauteloso

A semana começa com os agentes globais do mercado digerindo os últimos acontecimentos no setor bancário americano, após a crise do Silicon Valley Bank (SVB), que atendia principalmente startups e que tinha ativos de cerca de 200 bilhões de dólares. Após se desfazer às pressas de bilhões de dólares em títulos e anunciar a captação de uma grande quantidade de recursos, os clientes correram para sacar seus depósitos, e o governo teve de intervir e decretar a falência do banco na sexta-feira.

Ontem, os EUA anunciaram ainda o fechamento do Signature Bank, um banco comercial que tinha ativos de cerca de 100 bilhões de dólares. Em nota conjunta com o Federal Reserve e o Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC), o Departamento do Tesouro informou que vai garantir que os clientes de ambas as instituições possam sacar seus recursos a partir de hoje. Além disso, o BC americano anunciou um programa de empréstimo de emergência pra instituições que precisam de crédito para cumprir suas obrigações.

Embora essas ações possam reduzir alguns riscos, o Fed deve ser mais cauteloso na condução de sua política monetária. O episódio, portanto, retira da discussão a possibilidade de uma alta de 50 pontos-base na reunião deste mês, ainda que os dados econômicos desta semana devam permanecer fortes.

💬 O que achou deste conteúdo?