Itaú Blog

Focus: projeções para o IPCA de 2022 e 2023 sobem novamente

No radar do mercado: as projeções do mercado para a inflação do país medida pelo IPCA avançaram novamente

Vanessa Daraya

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

Após o IPCA-15 apresentar uma alta mensal de 1,73% em abril e atingir 12,03% em 12 meses, as projeções do mercado para a inflação do país medida pelo IPCA avançaram novamente para 2022 e 2023, segundo o Relatório Focus divulgado hoje pelo Banco Central.

Na comparação com a última semana, a mediana das expectativas para o IPCA de 2022 teve uma alta de 24 pontos-base, de 7,65% para 7,89%, distanciando o índice ainda mais do teto da meta de inflação do ano, de 5%. Vale lembrar que a meta central é de 3,50%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Além disso, a projeção para 2023 subiu de 4% para 4,10%, acima da meta central de 3,25%. Para 2024, permaneceu em 3,20%, também um pouco acima da meta de 3,00%.

Na política monetária, a mediana para a taxa Selic ao final de 2022 ficou estável, em 13,25%. Para 2023, porém, houve uma alta de 25 pontos-base, de 9% para 9,25%. Já a projeção para 2024 permaneceu em 7,50%.

As projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) melhoraram para 2022, de 0,65% para 0,70%. Além disso, permaneceram estáveis para 2023 e 2024, em 1% e 2%, respectivamente.

Por fim, a mediana para o câmbio para 2022 permaneceu estável (a R$/US$ 5,00). Houve alta de 4 centavos para 2023 (para R$/US$ 5,04) e queda de 5 centavos para 2024 (para R$/US$ 5,00).