Itaú Blog

IBC-Br recua em março, mas fecha trimestre com alta de 2,4%

No Radar do Mercado: indicador de atividade divulgado pelo Banco Central caiu 0,15% na comparação mensal; na Alemanha, inflação ao produtor desacelerou em abril

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 3 minutos de leitura

Créditos: Getty Images

IBC-Br recua em março, mas fecha trimestre com alta de 2,4%

O Banco Central divulgou o Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) de março, que passou de 2,53% na leitura de fevereiro para -0,15% na leitura de hoje, na comparação mensal. A expectativa do mercado era de uma queda ainda mais acentuada (-0,30%). Com isso, o indicador fechou o primeiro trimestre com alta de 2,41% tri/tri. A divulgação oficial do PIB acontece no dia 1º de junho. Nosso tracking (estimativa de alta frequência) para o crescimento da economia no 1T23 está em 1,4% tri/tri (3,4% a/a).

Inflação ao produtor desacelera na Alemanha

O Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) da Alemanha teve uma alta de 4,1% em abril, na comparação anual, praticamente em linha com as expectativas, mas desacelerando em relação a março (6,7%). Segundo o Destatis, o departamento de estatísticas do país, este foi menor aumento desde abril de 2021. Na base mensal, o PPI subiu de -1,4% para 0,3%, o primeiro aumento desde setembro de 2022. O resultado surpreendeu o mercado, que esperava que o indicador permanecesse em patamar negativo.

💬 O que achou deste conteúdo?