Itaú Blog

IBOV x ATP: quem ganha?

TenisVesting: é mais fácil ter acesso às principais ações negociadas na bolsa brasileira do que conseguir se classificar no ranking da ATP

Foto do Autor

Andrea Masagão Moufarrege, Team Leader - Investment Funds Specialists

• 5 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

Em 1968, o Prof. Mario Henrique Simonsen se sentou para pensar com executivos do mercado como calcular um indicador que medisse a evolução diária dos preços das diversas ações negociadas na bolsa. Nasceu assim o índice mais representativo do desempenho médio das cotações das ações negociadas na bolsa brasileira, o Ibovespa.

Inicialmente, o índice construía o ranking dando mais peso para as ações mais líquidas e evoluiu em 2012 para o método de ponderação por valor de mercado, com peso máximo de 20% por empresa. O Ibovespa inclui aproximadamente 90 das 500 ações negociadas, que são reavaliadas a cada quatro meses, e respondem por cerca de 80% dos negócios na bolsa. De lá para cá muita coisa mudou. A Bovespa incorporou várias outras bolsas, fundiu-se com a BM&F, abriu seu capital, comprou a Cetip e mudou de nome para B3 (Brasil, Bolsa Balcão). Mas o Ibovespa continua lá, firme e forte com o mesmo nome, mesma série de número índice e mesma representatividade para os investidores acompanharem os negócios em ações no Brasil. O índice evoluiu muito ao longo do tempo, mas ainda está longe de representar todos os setores da economia brasileira. Atualmente os setores de commodities, representado por Vale (VALE3) e Petrobrás (PETR4), e financeiro, representado por Itaú (ITUB4), Bradesco (BBDC4) e B3 (B3SA3), respondem por cerca de 40% do índice.

Em 1990, a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) assumiu o controle dos principais torneios de tênis no mundo e unificou as regras para o ranking mundial. O ranking da ATP reflete o resultado dos melhores 19 torneios nas últimas 52 semanas de cada tenista profissional. A pontuação e premiação em dinheiro variam com a importância do torneio, sendo que os Grand Slams (Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open) são os torneios com máxima pontuação equivalentes a 2000 pontos para o campeão. Em seguida vêm os torneios ATP Masters 1000, como o Miami Open, ATP 500, como o Rio Open, e ATP 250, como o Buenos Aires Open, que oferecem ao campeão, 1000, 500 e 250 pontos, respectivamente. Os tenistas que não ganham os torneios também somam pontos crescentes à medida que avançam nas chaves. Torneios menores, como os Challengers e ITF, também oferecem oportunidades de pontuação, mas com um peso bem menor, de no máximo 125 pontos para o campeão.

Para incluir um desafio adicional aos campeões, a ATP impõe a regra de defesa de pontos, em que o tenista precisa manter a classificação ou ter um desempenho melhor no mesmo torneio no ano para não perder seus pontos acumulados no ano anterior. A ATP mantém ainda o ranking de pontos corridos para selecionar os oito melhores tenistas do ano para disputarem o ATP finals, que pré-classifica os campeões dos Grand Slams e ocorre ao final de todos os anos (em Turim em 2022). Esse torneio oferece ainda a possibilidade de marcar até 1500 pontos no ranking ATP oficial.

Se o critério de vitória em uma disputa fictícia entre o índice Ibovespa e o ranking da ATP fosse a acessibilidade, o Ibovespa ganharia fácil de 6x0, 6x0.

Apesar da complexidade de replicar fielmente a composição do Ibovespa, rebalancear a carteira diariamente, reinvestir dividendos e reorganizar tudo a cada quatro meses, o investidor pode acessar a carteira do Ibovespa investindo em um tipo de instrumento financeiro simples e eficiente. Os ETFs (Exchange Traded Funds) são fundos de índices negociados em bolsa que replicam a carteira de índices organizados. O Ibovespa, por exemplo, conta com seis ETFs de diferentes gestores que podem ser negociados na B3 por meio de qualquer corretora registrada na bolsa.

Particularmente, gosto bastante no BOVV11, gerido pela Itaú Asset, pelo seu histórico de aderência ao Ibovepsa, taxa de administração competitiva de 0,10% a.a. e eficiência operacional no aluguel das ações em carteira, que faz com que o fundo possa até superar a performance do índice. Com cerca de R$ 100 é possível comprar uma cota do BOVV11.

Apesar das diversas oportunidades de pontuação, acessar o ranking da ATP marcando pontos já é bem mais complicado. Exige uma vida investida em treinamento e torneios profissionais. Em 2022, a paulista Beatriz Haddad Maia conquistou o maior destaque brasileiro no ranking profissional feminino, que é muito semelhante ao da ATP, mas regulado pela WTA (World Tennis Association). Todo mérito para ela que, com dedicação incansável, conseguiu acessar o seleto mundo das quinze melhores jogadoras do mundo esse ano.

🎾 Ranking ATP

📈 Composição da Carteira do Ibovespa

💬 O que achou deste conteúdo?

Deixe seu comentário aqui e ajude a construir um TenisVesting cada vez melhor!