Itaú Blog

A importância de 2025 para o comportamento dos ativos de renda fixa

Neste artigo, discutimos as razões para a expectativa de inflação do mercado estar acima da meta para 2025 e as possíveis implicações para o processo atual de queda dos juros

Humberto Vignatti, BR Fixed Income Strategist

• 2 minutos de leitura

Crédito: Shutterstock

De acordo com o sistema de metas de inflação, o Banco Central deve ajustar a taxa básica de juros (Selic) de modo que a inflação atinja o centro da meta, transcorrido um certo intervalo de tempo denominado “horizonte”.

Para isso, o Comitê de Política Monetária (Copom) reúne-se regularmente e, munido de um amplo conjunto de variáveis, toma a decisão técnica que entende ser a mais apropriada para garantir o objetivo acima.

Dentre as variáveis consideradas, as que têm maior importância são as expectativas apuradas junto aos agentes do mercado a respeito do comportamento futuro da inflação.

Confira o artigo completo.

Leia também

Leia também

Por que os títulos do Tesouro dos EUA não estão se comportando como ativos seguros? | Private Insights

Neste artigo, avaliamos o desempenho desses ativos nos últimos 25 anos, as razões que [...]

O que esperar do cenário internacional em 2024?

Neste artigo, analisamos os potenciais cenários para 2024, com foco na economia ameri [...]

Vídeo mensal: atualizações do cenário macro para novembro

Confira os destaques do bate-papo que teve a participação de Gina Baccelli, Humberto [...]