Itaú Blog

Indicadores de atividade surpreendem na China

No Radar do Mercado: a atividade manufatureira da China expandiu no ritmo mais rápido em mais de uma década em fevereiro

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de manufatura da China divulgado ontem pela Agência Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês) avançou em fevereiro, de 50,1 para 52,6, acima das expectativas do mercado. O resultado acima de 50 indica uma expansão da atividade.

Ao analisar a composição do indicador, houve um avanço significativo no componente de produção e de novas encomendas, sugerindo continuidade no processo de normalização da demanda e produção durante a reabertura. O tempo de entrega dos fornecedores também recuou, indicando melhoria nas cadeias de suprimentos.

A leitura aponta para um movimento semelhante ao PMI divulgado pela Caixin/Markit, que subiu para 51,6.

O PMI não-manufatura da NBS também surpreendeu o mercado, ao subir de 54,4 para 56,3 em fevereiro. O índice mostrou contribuições positivas de serviços e de construção.

De maneira geral, as leituras mais fortes do que o antecipado seguem apontando para uma normalização mais acelerada da atividade. Além disso, os números melhores sugerem que a recuperação não veio concentrada só nos setores sensíveis à Covid, como o de serviços, mas também apresentou melhora nos setores industrial, de construção e de exportação.

O que achou deste conteúdo? 💬