Itaú Blog

Inflação americana medida pelo núcleo do PCE vem em linha com as expectativas

No Radar do Mercado: indicador que é uma das referências para o Federal Reserve avançou em dezembro, em linha com as projeções do mercado

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

O núcleo do Índice de Preços das Despesas de Consumo Pessoal (PCE, na sigla em inglês) dos Estados Unidos subiu 0,3% dezembro, em linha com as expectativas do mercado. O indicador, que exclui as pressões de energia e alimentos, veio ligeiramente acima do resultado anterior (0,2%).

Na comparação anual, houve uma desaceleração de 4,7% em novembro para 4,4%, em linha com as projeções. Vale lembrar que esse indicador é uma das referências usadas pelo Federal Reserve (Fed, banco central americano) em suas decisões de política monetária.

Para o indicador “cheio” do PCE, ou seja, que inclui os itens mais voláteis, houve variação de 0,1% na base mensal, mesmo ritmo de novembro. Na comparação anual, houve desaceleração, de 5,5% para 5%, em linha com o esperado pelo mercado.

Tanto o gasto nominal dos consumidores quanto o gasto real (ajustado pela inflação) retraíram no mês. Também houve revisão de ambas as leituras de novembro, que agora entraram em patamar negativo.

De maneira geral, a leitura veio praticamente em linha com as projeções e aponta uma desaceleração gradual da economia, ainda que a inflação esteja bem acima da meta de 2%. Assim, deve corroborar a expectativa do mercado de uma desaceleração no ritmo de alta de juros pelo Federal Reserve, para 25 pontos-base, na reunião da próxima semana.

O que achou deste conteúdo?