Itaú Blog

No radar do mercado: China decreta lockdown em algumas regiões

Em um dia de liquidez reduzida devido ao feriado nos Estados Unidos, o mercado observa a nova alta de casos de Covid-19 na China, em províncias perto de Xangai

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 3 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

Em um dia de liquidez reduzida devido ao feriado nos Estados Unidos, o mercado observa a nova alta de casos de Covid-19 na China, em províncias perto de Xangai. Mesmo que os níveis estejam abaixo do pico de abril e maio, aumentam as preocupações relacionadas à atividade econômica do país.

Na província de Anhui, no leste do país, foram contabilizados 287 casos no domingo, e as autoridades ordenaram o confinamento de cerca de 1,7 milhão de pessoas. As infecções se espalharam para a província vizinha de Jiangsu, uma das mais importantes para a economia do país.  O centro comercial da cidade de Wuxi (uma das 50 principais da China em tamanho econômico) fechou locais de entretenimento, suspendeu refeições em restaurantes e reduziu o horário de funcionamento do transporte público. Além de Wuxi, pelo menos outras quatro grandes cidades intensificaram os testes em massa para tentar impedir a propagação do vírus.

O minério de ferro sofre forte desvalorização diante dos temores de que o crescimento econômico chinês seja mais fraco. Ainda que os estímulos das autoridades auxiliem na recuperação da economia no segundo semestre, o crescimento deste ano deve ficar bem abaixo da meta definida pelo governo, de 5,5%.