Itaú Blog

No radar do mercado: Focus aponta alta nas projeções para o IPCA

Após um hiato de cinco semanas devido à greve dos servidores, o Banco Central divulgou uma atualização parcial do Relatório Focus

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 3 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

Após um hiato de cinco semanas devido à greve dos servidores, o Banco Central divulgou hoje uma atualização parcial do Relatório Focus. Como esperado pelo mercado, as expectativas para a inflação aumentaram para 2022 e 2023.

Em relação à última pesquisa, que aconteceu em 29 de abril, a mediana das expectativas para o IPCA aumentou 100 pontos-base para 2022 (de 7,89% para 8,89%), distanciando o índice ainda mais do teto da meta de inflação do ano, de 5%. Vale lembrar que a meta central é de 3,50%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Para 2023, a projeção subiu de 4,10% para 4,39%, também acima da meta central, que é de 3,25%.   

Na política monetária, a mediana para a taxa Selic ao final de 2022 permaneceu inalterada (em 13,25%). Para 2023, porém, a projeção aumentou em 50 pontos-base (de 9,25% para 9,75%).  

As medianas para o Produto Interno Bruto (PIB) melhoraram para 2022, de 0,70% para 1,20%. Por outro lado, a projeção caiu 24 pontos-base para 2023, de 1% para  0,76%.

Por fim, a mediana para o câmbio para 2022 subiu 5 centavos (de R$/US$ 5,00 para R$/US$ 5,05) e permaneceu praticamente inalterada para 2023 (de R$/US$ 5,05 para R$/US$ 5,04).

Mercados (atualizado às 12h)

Na contramão das principais bolsas internacionais, o Ibovespa opera em queda na manhã de hoje, em um dia de cautela no cenário local e de volatilidade dos preços do petróleo. O minério de ferro tem um dia de valorização, mas não é o suficiente para manter o índice brasileiro em terreno positivo.

O dólar opera em leve alta, sendo negociado a 4,79 frente ao real. Na renda fixa, os juros futuros acompanham o movimento do câmbio e operam em leve alta ao longo da curva, enquanto os investidores monitoram os riscos fiscais.