Itaú Blog

No radar do mercado: PIB dos EUA cai pelo 2º trimestre

O PIB dos EUA caiu 0,9% no segundo trimestre em termos anualizados, na comparação com o primeiro trimestre, e surpreendeu o mercado

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 3 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos apresentou uma queda de 0,9% no segundo trimestre de 2022 em termos anualizados, na comparação com o primeiro trimestre. A leitura, divulgada pelo Escritório de Análise Econômica (BEA, na sigla em inglês), surpreendeu o mercado, que esperava uma alta (e não uma retração) de 0,4% no indicador.

O resultado de hoje aponta para a segunda contração consecutiva do PIB, uma vez que já houve uma queda de 1,6% no primeiro trimestre, o que indica que a economia americana entrou em recessão técnica. Vale lembrar que esta é a primeira leitura, feita com bases em dados incompletos. Portanto, os números ainda devem ser revisados e confirmados adiante.

As contribuições positivas vieram de consumo, que avançou 1,0% no período, e balança comercial, com crescimento das exportações e queda das importações. Por outro lado, gastos do governo e investimentos apresentaram contribuições negativas, no segundo caso especialmente devido à variação dos estoques, que detraíram cerca de 2 p.p..

Ainda que explicada principalmente pela conta de estoques, a segunda queda consecutiva do PIB gerou uma reação negativa dos mercados, com aumento dos receios acerca dos riscos de recessão na economia americana. À frente, a expectativa é de normalização do crescimento do PIB, com a atual projeção do mercado em torno de 1,7% para o terceiro trimestre. Para o ano, no entanto, a leitura desta manhã deve implicar em revisões baixistas.