Itaú Blog

No radar do mercado: PMI composto da zona do euro recua

Com a retração do PMI composto na zona do euro, o indicador se encontra abaixo de 50, nível que indica contração da atividade

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

O índice dos Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) composto da zona do euro, que inclui os setores industrial e de serviços, caiu de 52,0 para 49,4 pontos em julho. Com a retração, o indicador se encontra abaixo de 50, nível que indica contração da atividade.

O PMI industrial desacelerou de 52,1 para 49,6, abaixo das projeções (51,0). Já o PMI de serviços retraiu de 53,0 para 50,6, também bem abaixo das expectativas (52,0), mas ainda em território expansionista.

No entanto, indicadores antecedentes, como de novos pedidos e expectativas futuras, recuaram novamente, sinalizando adicional queda dos PMIs à frente. Destaca-se, por outro lado, a melhora dos componentes de tempo de entrega aos fornecedores e preços, ainda que sigam em níveis elevados.

Dessa forma, a leitura reforça a expectativa de desaceleração da economia da zona do euro, aumentando o desafio do banco central, que busca combater a inflação em meio aos ventos contrários para a atividade.