Itaú Blog

Perspectivas para a renda fixa internacional em 2023

The Weekly Globe: 2022 foi marcante para os mercados globais de renda fixa. Por isso, analisamos as perspectivas para 2023 no cenário internacional

Marcelo Menusso, Chief Credit Strategist

• 2 minutos de leitura

imagem de uma mão segurando uma caneta e analisando gráficos na tela de computador
Crédito: Getty Images/Itaú Private Bank

O ano de 2022 foi marcante para os mercados globais de renda fixa, que experimentaram níveis sem precedentes de volatilidade e perdas muito acentuadas. Uma das consequências mais notáveis desses movimentos de mercado foi o aumento dos yields (taxas) oferecidos pelos instrumentos de renda fixa. Em vários casos, isso deve se traduzir em oportunidades de investimento. Os títulos com grau de investimento dos EUA são particularmente atraentes em nossa opinião. E, no futuro, é possível que olharemos para trás com certa nostalgia dos yields oferecidos por alguns títulos corporativos neste momento.

Os yields em renda fixa movem-se na direção oposta aos preços dos títulos. Em outras palavras, quando os preços dos títulos caem, os yields sobem. Isso se traduz em retornos mais altos, desde que o emissor do título não enfrente problemas de crédito.