Itaú Blog

PIB da China surpreende e cresce 2,9% no quarto trimestre

No Radar do Mercado: China cresceu 3% em 2022; dados de atividade de dezembro também vieram melhores do que o esperado

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

O Produto Interno Bruto (PIB) da China surpreendeu o mercado e cresceu 2,9% no quarto trimestre, na comparação anual. A expectativa era de uma alta mais branda, de 1,6%. Com isso, o país cresceu 3% em 2022, desacelerando em relação aos 8,1% registrados em 2021.

Um dos destaques do PIB foi o setor terciário, que cresceu 2,3% no ano de 2022, mesmo com a alta de casos de covid-19 e a mobilidade ainda deprimida. A indústria registrou alta de 3,8%, enquanto o setor primário subiu 4,1%.

Já os dados de atividade de dezembro desaceleraram em relação ao mês anterior, mas vieram melhores do que o esperado pelo mercado. A produção industrial desacelerou para 1,3%, enquanto a expectativa era de 0,2%, e sugere que as disrupções na cadeia de suprimentos têm sido mais limitadas do que o antecipado. As vendas no varejo caíram 1,8%, lideradas pelo setor de automóveis e veículos, enquanto a projeção era de queda de 9% na comparação anual.

O índice de serviços caiu 0,1% na base anual. Já os investimentos em ativos fixos cresceram 3,3%, puxados por manufatura e infraestrutura, enquanto investimentos no setor imobiliário registraram queda acentuada. Por sua vez, o desemprego no país caiu para 5,5%.

A meta de crescimento do país para 2023 deve ser anunciada pelo governo apenas durante as “Duas Sessões” do congresso, programadas para março.

O que achou deste conteúdo?