Itaú Blog

Por que condições financeiras importam?

The Weekly Globe: acreditar que o Banco Central e os mercados olham apenas prints de inflação e desemprego para basear todas suas decisões/projeções de política monetária é, no mínimo, ingenuidade

Marcelo Aagesen, Head of Global Markets and Strategy

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images/Itaú Private Bank

Acreditar que o Banco Central e os mercados olham apenas prints (leituras) de inflação e desemprego para basear todas suas decisões/projeções de política monetária é, no mínimo, ingenuidade. Quanto mais nos aprofundamos no tema, mais percebemos as nuances e graus de complexidade desses mandatos.

Quando o Comitê de Política Monetária decide aumentar os juros, o objetivo natural é controlar ou reduzir inflação. Porém, é por meio das condições financeiras que a alta de juros afeta a economia real. Um indivíduo ou empresa não deixa de gastar ou investir simplesmente por ter lido no jornal que a taxa nominal de curto prazo subiu alguns pontos-base.

No entanto, se isso influenciar o custo de financiamento (de casas, por exemplo) ou os empréstimos de empresas, o impacto se torna muito mais real.

Leia o texto na íntegra.