Itaú Blog

Radar Agro - As exportações pelo Arco Norte

Consultoria Agro

• 10 minutos de leitura

Não é segredo nenhum que o Brasil se destaca no cenário de produção e comércio exterior de diversas commodities agrícolas. Mas é fato também que o país segue ganhando relevância nas exportações de alguns desses produtos, como é o caso do milho. Para o cereal, devemos assumir a liderança nas exportações esse ano, passando a frente dos Estados Unidos, que possuem uma produção de milho quase 3 vezes superior à do Brasil.

  Com o crescimento da produção e das exportações, um dos principais desenvolvimentos logísticos dos últimos anos foi o aumento da utilização dos portos do Arco Norte. Mesmo com os portos do Sul mantendo o escoamento dos maiores volumes de grãos do país, os portos do Arco Norte têm ganhado espaço na última década.

  No caso da soja, em 2012, 21% do grão exportado foi pelo Arco Norte, contra 38% em 2022. Para o milho, o aumento foi ainda mais expressivo, saindo de 7% em 2012 e chegando a 45% no ano passado. E a saída pelo Arco Norte tem sido bastante utilizada também esse ano, com o grande volume de exportação de produtos agrícolas registrado até o momento.

Clique aqui para continuar lendo o artigo.