Itaú Blog

Uma jovem branca, de cabelos castanhos presos em um coque, está sentada em um sofá branco enquanto toma uma xícara de café e olha pela janela. O sol da manhã ilumina a cena. Ela usa uma blusa de manga comprida laranja e traz um leve sorriso no rosto.
Quer saber a diferença entre consórcio e financiamento? O Itaú explica: tire suas dúvidas e decida se o consórcio vale a pena para os seus planos.

Consórcio ou financiamento: quais as principais diferenças?

Entenda como funcionam e quais as principais características do consórcio e do financiamento antes de escolher a melhor maneira de realizar seus planos.

Foto do Autor

Consórcio Itaú

• 8 minutos de leitura

Se você sonha em adquirir um imóvel, um carro ou outro bem de alto valor, com certeza já deve ter se perguntado se é melhor fazer um consórcio ou um financiamento. Essa dúvida é muito comum, pode acreditar. Mas é importante você saber que não tem uma opção melhor que a outra – e sim a que vai se adequar melhor à sua necessidade e momento de vida. Neste artigo, traremos as principais características dessas duas modalidades para te ajudar a decidir qual delas se encaixa melhor nos seus planos. Vamos lá? 

Consórcio: principais características, vantagens e desvantagens.

O consórcio é uma modalidade de compra em grupo, com a finalidade de poupar em conjunto para a aquisição de um bem (imóvel, moto, carro, caminhão). É a opção perfeita para quem não tem urgência, pois a liberação da carta de crédito depende dos sorteios mensais ou que o consorciado dê um lance vencedor. 
Vantagens  
Para começar, o consórcio não possui juros nem entrada. Ao ser contemplado, você pode adquirir o bem à vista, o que pode significar um desconto que fará toda a diferença lá na frente. Além disso, muita gente não sabe, mas é possível até utilizar parte do seu FGTS para abater parcelas do seu consórcio imobiliário. Os prazos também costumam ser longos: no caso de um consórcio de imóveis, por exemplo, podem chegar até a 20 anos.  
Desvantagens 
É uma opção para aqueles que pretendem planejar a compra do bem, sem pressa. Se você tem urgência, terá que fazer um lance bem alto ou tentar comprar uma carta de crédito já contemplada

Financiamento: principais características, vantagens e desvantagens.

O financiamento é um tipo de contrato com uma instituição financeira que irá efetuar a compra do bem ainda que você não tenha recursos suficientes para pagá-lo. Em outras palavras, o banco compra o bem para você, que ficará pagando prestações até quitar a dívida. As parcelas serão calculadas de acordo com o valor do imóvel ou automóvel, o prazo de pagamento e a entrada que você vai dar.
Vantagens 
Se você tem pressa e deseja adquirir o bem imediatamente, vale a pena considerar um financiamento: após a sua análise de crédito e o pagamento da entrada, o dinheiro já é liberado para a compra. Assim como em um consórcio, você terá um prazo de muitos meses, ou até anos, para pagar a sua dívida, e poderá usar parte do seu FGTS para abater parcelas.  

Desvantagens 
Qualquer financiamento exige um valor mínimo de entrada. Para muita gente que ainda não tem um bom planejamento financeiro ou não tem recursos guardados, isso pode ser um problema. Os consórcios, por outro lado, não exigem valor mínimo, apenas dividem o valor total da carta de crédito que você estará comprando pelo número de parcelas. 

Principais diferenças

Seja com uma carta de crédito contemplada em um consórcio ou com crédito disponível via financiamento, você consegue realizar seus planos. Reunimos aqui as principais diferenças para ficar mais fácil de relembrar:

No consórcio:  

  1. Não há entrada ou cobrança de juros; 

  2. Variedade de opções de prazo e crédito; 

  3. Pode ser usado para quitar um financiamento; 

  4. Com a carta de crédito em mãos, é possível negociar maiores descontos para pagamento à vista.

No financiamento:

  1. O valor para adquirir o imóvel ou automóvel é liberado imediatamente; 
  2. Variedade de opções de prazo e crédito; 

  3. Em alguns casos, com a liberação do financiamento já é possível ocupar o imóvel; 

  4. Você precisará dar uma entrada. 

Quem pode fazer?

Para contratar um consórcio no Itaú não é necessário ser correntista, e em caso de negativados, é possível realizar uma análise específica. É fácil contratar via app ou site, e qualquer pessoa física maior de 18 anos pode participar de um consórcio.
Já no caso do financiamento, seu perfil de consumo irá interferir nas condições do financiamento. Para quem está com o nome sujo, por exemplo, é muito mais difícil conseguir boas taxas para financiar um bem. 

O que considerar antes de tomar uma decisão?

Lembre-se sempre de comparar o custo efetivo total (CET) entre as operações para se assegurar de que está tomando a decisão certa. Confira as taxas cobradas, os juros, as tabelas atreladas aos contratos e, sobretudo, as condições de pagamento. Uma boa dica é simular o total que você terá pagado pelo bem ao final de um consórcio ou financiamento.    

Agora que você já conhece melhor as características e diferenças entre consórcio e financiamento, pode escolher com confiança o que é mais compatível com a sua realidade. A lição que fica é que não existe uma opção melhor que a outra, mas sim a que mais se adequa ao seu bolso, às suas necessidades e momento de vida. Faça uma simulação de consórcio e traga seu sonho para o Itaú.