Itaú Blog

Rentabilidade do dinheiro PJ: Saiba o que é e como calcular

Foto do Autor

Itaú Empresas

• 10 minutos de leitura

Você, que é empreendedor, deve estar sempre em busca de formas para alcançar a maior rentabilidade com o dinheiro da sua empresa. Afinal, quanto maior for o retorno das suas aplicações, melhores serão as possibilidades de expansão do seu negócio, pois você terá um montante de capital elevado que pode ser reinvestido na expansão do seu empreendimento.

Se você ainda precisa saber mais sobre o assunto, não se preocupe. Neste post, vamos explicar tudo o que é preciso saber para que o seu dinheiro como PJ (Pessoa Jurídica) tenha maior rentabilidade. Vamos lá?

O que é rentabilidade?

Basicamente, a rentabilidade é o valor percentual que mostra quanto você terá de retorno ao fazer determinado investimento. Por exemplo, imagine que você invista R$ 7 mil por um ano em um CDB pré-fixado, com um retorno de 7% ao ano. Nesse caso, a rentabilidade da sua aplicação será equivalente a essa porcentagem. Algumas pessoas podem confundir esse conceito com o de rendimento, que se refere ao valor a ser recebido após fazer determinado investimento. No exemplo acima, o seu rendimento será de R$ 490.

Qual a diferença entre lucro, liquidez e rentabilidade?

Agora que você já entendeu o conceito de rentabilidade, é importante saber a diferença deste em relação ao lucro e à liquidez. O lucro pode ser definido como o rendimento positivo obtido por meio de uma negociação. Por exemplo, imagine que você tem uma empresa de produtos artesanais. Se o custo de produção de um sabonete for de R$ 10 e você vende para o consumidor por R$ 15, o seu lucro será equivalente a essa diferença, ou seja, R$ 5. Já a liquidez se refere à facilidade de transformar determinado ativo em capital. No exemplo acima, imagine que, ao colocar o sabonete na exposição, o estoque se esgota rapidamente devido à alta demanda. Isso significa que esse produto tem alta liquidez no mercado.

Quais são os principais tipos de rentabilidade?

Se você está em busca de um retorno maior para o dinheiro da sua empresa, deve conhecer os principais tipos de rentabilidade existentes. Acompanhe!

Rentabilidade nominal

É o rendimento bruto de uma aplicação durante determinado período, ou seja, sem que sejam descontados os impostos e as taxas.

Rentabilidade líquida

É o valor da rentabilidade nominal deduzido de taxas e impostos, representando o valor exato da rentabilidade de um investimento.

Rentabilidade real

É o valor do rendimento obtido em uma aplicação descontando a variação da inflação do período. Caso esse montante seja maior que a inflação, significa que a sua rentabilidade foi positiva.

Quais são os impactos das taxas de rentabilidade?

Essas taxas impactam diretamente a rentabilidade das suas aplicações. Afinal, se elas forem elevadas, significa que o retorno do seu dinheiro será maior e mais vantajoso. Já quando as porcentagens são baixas, pode não ser tão vantajoso realizar determinados investimentos. Por isso, é importante avaliar as diversas opções disponíveis no mercado para saber onde aplicar o seu dinheiro como PJ.

Como calcular a rentabilidade?

Quando se fala em rentabilidade, geralmente se associa o termo ao mercado financeiro. Porém, ela também pode ser utilizada para analisar o desempenho de uma empresa. Vamos apresentar um exemplo de cálculo de cada uma. Acompanhe!

Cálculo da rentabilidade de um investimento

Para calcular a rentabilidade de uma aplicação financeira, você deve considerar a seguinte fórmula:

● M = C * (1 + i)ˆt

Em que:

● M = valor final;

● C = valor inicial investido;

● i = rentabilidade;

● t = tempo de aplicação.

Por exemplo, imagine que você faça um investimento de R$ 2000, por um período de 12 meses, e tenha obtido um rendimento que gerou valor total de R$ 2.536,48. Nesse caso, temos:

● 2.536,48 = 2000 * (1+ i)ˆ12

● i = 0,02

Com esse exemplo, a rentabilidade do seu investimento seria de 2%.

Cálculo da rentabilidade de uma empresa

Para saber se um negócio é rentável ou não, basta dividir o valor do lucro de determinado período pelo total investido inicialmente:

● i = L / M

Em que:

● i = rentabilidade;

● L = lucro;

● M = valor investido inicialmente.

Por exemplo, imagine que você investiu R$ 15.000 na sua loja de produtos artesanais e que, mensalmente, o seu negócio tenha um lucro de R$ 1.000. Nesse caso:

● i = 1.000 / 15.000

● i = 0,06

Isso significa que a rentabilidade da sua empresa é de 6%.

Quais são os principais índices de rentabilidade?

Existem diversos índices de rentabilidade que você deve conhecer para saber se a sua empresa é rentável ou não. A seguir, apresentamos os principais. Acompanhe!

Índice de ativo

Mostra a rentabilidade de um ativo. Você pode calculá-lo por meio da seguinte fórmula:

● RA = LL * 100 / VA

Em que,

● RA = retorno do ativo;

● LL = lucro líquido;

● VA= valor do ativo.

Margem líquida

Corresponde ao lucro da empresa em determinado período e pode ser calculado a partir da seguinte fórmula:

● ML = (LL / RL) * 100

Em que:

● ML = margem líquida;

● LL = lucro líquido;

● RL = receita líquida.

Retorno sobre capital próprio

Indica a capacidade de a empresa gerar resultados a partir do capital investido pelos sócios. Pode ser calculado com a fórmula:

● ROE = (LL / PL) * 100

Em que:

● ROE = retorno sobre capital próprio;

● LL = lucro líquido;

● PL = patrimônio líquido.

Retorno sobre o capital investido

Mostra se o negócio vem utilizando os seus recursos de maneira eficiente para alcançar os objetivos traçados. Pode ser calculado por meio da seguinte fórmula:

● ROIC = NOPAT / CI.

Em que,

● ROIC = retorno sobre capital investido;

● NOPAT = lucro operacional da empresa sem descontar os juros e impostos;

● CI = somatório do patrimônio líquido e do passivo oneroso.

Como você pode perceber, existem diversas maneiras de calcular a rentabilidade do seu negócio, dos seus investimentos e muito mais. É essencial acompanhar a rentabilidade, já que, dessa forma, você consegue identificar se as estratégias adotadas estão apresentando os resultados esperados ou se precisam ser revistas.

Gostou deste post? Aproveite e visite a nossa área logada para conferir o artigo sobre como reinvestir o lucro da sua empresa e ter retornos cada vez melhores. Até a próxima!