Dados de atividade na Europa; Reino Unido anuncia eleições

No Radar do Mercado: o primeiro-Ministro do Reino Unido convocou eleições gerais para julho; PMIs avançaram na Zona do Euro e recuaram no Reino Unido em maio

Por Itaú Private Bank

2 minutos de leitura

PMI avança na Zona do Euro

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto da Zona do Euro avançou em maio, para 52,3. O resultado acima de 50 pontos indica que a atividade segue em patamar expansionista.

O resultado se deve ao avanço do setor manufatureiro, para 47,4, acima das expectativas, mas ainda em patamar contracionista. Já o PMI de serviços se manteve estável, em 53,3, ligeiramente abaixo das projeções do mercado.

Nossa visão: de maneira geral, o recente movimento do PMI composto indica um resultado positivo no crescimento do PIB no bloco para o segundo trimestre do ano.

No Reino Unido, PMI recua em maio

O índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) composto do Reino Unido recuou em maio, para 52,8 pontos, abaixo da projeção do mercado. Apesar disso, o nível segue sólido, com a atividade ainda em patamar expansionista.

O movimento foi puxado pela queda no setor de serviços, para 52,9. A manufatura, por sua vez, avançou para 51,3 pontos, indicando que a atividade entrou em nível que indica expansão.

A pesquisa também apontou que as empresas do Reino Unido registaram um aumento mais suave nos preços médios de venda em mais de três anos, parcialmente ligado à diminuição da inflação dos custos dos fatores de produção após a forte alta de abril.

Os entrevistados destacaram uma atenuação das pressões sobre os custos trabalhistas após o aumento do salário-mínimo, com as empresas de serviços observando especialmente uma queda na inflação dos preços dos insumos.

Anúncio de eleições no Reino Unido

O primeiro-ministro do Reino Unido, Rishi Sunak, convocou eleições gerais para o dia 4 de julho, surpreendendo as expectativas, que indicavam uma votação apenas no outono. A votação pode marcar o fim de um período de 14 anos do Partido Conservador no poder, com pesquisas apontando que o Partido Trabalhista deve formar o próximo governo.

O anúncio surpreendeu também o próprio Partido Conservador, já que a maioria dos deputados defendiam que Sunak esperasse até o outono para marcar as eleições, na esperança de que as pesquisas melhorassem e os eleitores sentissem uma melhora na economia, dado que o primeiro-ministro assumiu o poder em 2022 com o discurso de “restaurar a estabilidade econômica”. No entanto, o primeiro-ministro escolheu apostar em uma antecipação, aproveitando que a leitura de inflação mais recente indicou uma desaceleração acentuada, para 2,3%.

💬 O que achou deste conteúdo?

Leia também

Leia também

Nossa recomendação de investimentos de abril

Nicholas McCarthy, Chief Investment Officer (CIO) do Itaú, resume a análise do cenári [...]

Resultados das Big Techs e a volatilidade no mercado de veículos elétricos

Tech Trends: enquanto empresas como Meta e Microsoft tiveram resultados mistos, a Tes [...]

A Selic pode voltar a subir nos próximos 12 meses?

Neste artigo, analisamos os motivos que explicam essa precificação e como isso se ref [...]