Itaú Blog

Nova moeda, velha moeda e as mudanças no sistema financeiro mundial

Entre as métricas mais importantes a serem observadas durante a construção de um portfólio de renda fixa está o yield

Eduardo Coccaro, Strategy Analyst

• 2 minutos de leitura

Crédito: Getty Images

Na segunda-feira passada, 7 de agosto, o Banco Central apresentou o Drex, a nova moeda digital do Brasil. O projeto, que ainda está em seus primórdios, deve ser disponibilizado para um público mais amplo, de forma experimental, no final do ano que vem ou no início de 2025. Por enquanto, o protótipo da moeda digital está em fase de testes junto a bancos e outras instituições financeiras.

É importante frisar que o Drex não é uma criptomoeda. Apesar de usar a tecnologia blockchain, que permite aos usuários acessarem o histórico completo de operações anteriores e utilizarem um banco de dados que facilita transferências com maior rapidez e transparência, a gestão será centralizada.

Confira o artigo completo.

Leia também

Leia também

Por que os títulos do Tesouro dos EUA não estão se comportando como ativos seguros? | Private Insights

Neste artigo, avaliamos o desempenho desses ativos nos últimos 25 anos, as razões que [...]

Como analisar vencimentos de títulos e duration de portfólios de renda fixa | Private Insights

Entenda como o duration pode afetar os retornos da carteira, por quais motivos é impo [...]

Agora que a inflação diminuiu, renda fixa IPCA+ é mau negócio? | Private Insights

Neste artigo, explicamos os motivos que nos levam a acreditar que as taxas seguem atr [...]