Payroll: criação de vagas surpreende e acelera nos EUA

No Radar do Mercado: o relatório de folha de pagamentos dos EUA apontou uma aceleração na criação de vagas, além de uma revisão para cima da leitura anterior

Por Itaú Private Bank

2 minutos de leitura

O Payroll, relatório de folha de pagamentos do Departamento do Trabalho dos EUA, indicou a criação de 272 mil vagas em maio, acima da projeção de mercado (180 mil) e acelerando na comparação com o registrado em abril (leitura que foi revisada para baixo hoje, de 175 mil para 165 mil).

Já a criação de empregos obtida pela pesquisa das famílias registrou destruição de vagas em maio. Com isso, a taxa de desemprego subiu para 4,0%, acima da expectativa do mercado, que projetava manutenção da taxa anterior (3,9%). Vale destacar que a pesquisa das famílias costuma ser mais volátil do que o Payroll, realizado com empresas.

Os ganhos salariais por hora trabalhada subiram 0,4% em maio, para 34,91 dólares, acelerando em relação a abril. Nos últimos 12 meses, o indicador registra alta de 4,1%, ritmo maior do que a leitura anterior (revisada para cima hoje, agora em 4,0%) e acima do esperado pelo mercado (3,9%).

Nossa visão: a leitura acima do esperado do Payroll deve diminuir a confiança do Federal Reserve (Fed, banco central americano), e do mercado, na recente narrativa de desaceleração da atividade americana, empurrando para frente as expectativas pelo início do ciclo de corte nos juros.

💬 O que achou deste conteúdo?

Leia também

Leia também

Alteramos nossa alocação em renda variável local

Nicholas McCarthy, Chief Investment Officer (CIO) do Itaú, resume a análise do cenári [...]

O que Elon Musk, Bill Clinton e outros líderes abordaram no Milken Institute Conference

Market Update: confira os destaques discutidos na live mensal em que Richard Ditizio, [...]

Entenda o carry ajustado pela volatilidade e o que ele nos diz sobre o Real

Neste artigo, explicamos melhor essa métrica usada na estratégia de carry trade e sua [...]