Itaú Blog

Uma possível assimetria a favor da renda fixa no Brasil

Analisamos a precificação do mercado para um cenário com taxas de juros próximas ao nível neutro, quais fatores podem reforçar essa possibilidade e as consequências para a renda fixa brasileira

Humberto Vignatti, BR Fixed Income Strategist

• 2 minutos de leitura

Crédito: Shutterstock

Em 6 de setembro, o diretor de política econômica do Banco Central do Brasil, Diogo Guillen, fez uma palestra em que discorreu sobre o ambiente econômico global, com foco em política monetária.

Em um dos slides, reproduzido abaixo (cuja apresentação está disponível no site do BCB), consta a informação sobre como os agentes econômicos anteveem a evolução da política monetária em diversos países até 2025 (no Brasil inclusive).

Confira o artigo completo.

Leia também

Leia também

Por que os títulos do Tesouro dos EUA não estão se comportando como ativos seguros? | Private Insights

Neste artigo, avaliamos o desempenho desses ativos nos últimos 25 anos, as razões que [...]

Como analisar vencimentos de títulos e duration de portfólios de renda fixa | Private Insights

Entenda como o duration pode afetar os retornos da carteira, por quais motivos é impo [...]

Agora que a inflação diminuiu, renda fixa IPCA+ é mau negócio? | Private Insights

Neste artigo, explicamos os motivos que nos levam a acreditar que as taxas seguem atr [...]