Itaú Blog

Transição econômica da China: de tijolos a microchips

Neste artigo, analisamos os recentes movimentos do governo, quais as dificuldades a serem enfrentadas à frente e os riscos que essa transformação estrutural traz para o país

Luann Kenji Assakawa, Economist

• 2 minutos de leitura

Crédito: Shutterstock

Conforme o setor imobiliário, que já chegou a representar cerca de um quinto do crescimento da China, enfrenta um declínio estrutural, o governo vem enfatizando a necessidade de transformar seu modelo econômico, que determinará o crescimento ao longo da próxima década.

Os recentes movimentos indicam que a alternativa é tornar o país menos dependente de um crescimento sustentado pelo setor imobiliário e projetos de infraestrutura para um mais voltado para a indústria de ponta, um processo que as autoridades têm chamado de “desenvolvimento de alta qualidade”. Essa transformação, contudo, traz riscos de uma nova onda de restrições comerciais.

Confira o artigo completo.

Leia também

Leia também

Por que os títulos do Tesouro dos EUA não estão se comportando como ativos seguros? | Private Insights

Neste artigo, avaliamos o desempenho desses ativos nos últimos 25 anos, as razões que [...]

O que esperar do cenário internacional em 2024?

Neste artigo, analisamos os potenciais cenários para 2024, com foco na economia ameri [...]

A importância de 2025 para o comportamento dos ativos de renda fixa

Neste artigo, discutimos as razões para a expectativa de inflação do mercado estar ac [...]