Como viajar barato: 11 dicas para economizar no seu próximo destino

Por Itaú

9 minutos de leitura
Mulher na frente de um avião pesquisando em seu celular como viajar barato

Descobrir como viajar barato é o primeiro passo para realizar seus sonhos de viagem sem carregar preocupações financeiras na bagagem. Não é o melhor dos mundos? Neste post, vamos mostrar como você pode economizar sem deixar de aproveitar o destino. Vamos lá?

Como viajar barato?

Antes de planejar seu próximo destino, vale a pena conferir estas dicas que reunimos para te ajudar a descobrir como viajar gastando pouco. Antes delas, porém, vale dizer que economizar na viagem não significa passar apuros longe de casa. A ideia é que você se organize para encontrar os melhores preços para fazer seus roteiros.

Escolha destinos acessíveis ao seu orçamento

Saber quanto você pode gastar na viagem é o primeiro passo para viajar sem criar problemas para sua vida financeira. Portanto, defina um orçamento para as próximas férias ou o próximo feriadão e, considerando esse valor, escolha um destino acessível financeiramente.

É possível, por exemplo, que você queira ir para a praia, mas não saiba exatamente para onde. Nordeste? Litoral Norte de São Paulo? Região dos Lagos, no Rio de Janeiro? Avalie as opções para saber quais estão dentro do seu orçamento.

Vale o mesmo para quem pensa em viajar para o exterior. Se for para a Europa, considere que o custo de vida varia bastante de um país para outro. Isso influencia o custo da hospedagem e os gastos que você terá durante a viagem, desde o básico cafezinho até o preço das atrações.

Há também diferenças importantes de custo de vida entre cidades dos Estados Unidos. Ou seja, você não tem necessariamente que desistir do seu sonho para fazer a viagem caber no orçamento. O mais importante é buscar alternativas adequadas ao seu momento.

Planeje com antecedência

Esta é uma dica que vale ouro. Planejar com antecedência é essencial para viajar pagando menos para onde quer que seja. Sabe por quê? Primeiramente, porque você tem tempo para pesquisar o melhor destino para seu orçamento.

Além disso, você consegue observar a variação de preços de passagens aéreas para descobrir o melhor momento de fazer a compra. A mesma regra vale para a hospedagem. Quem reserva primeiro tem mais chances de conseguir aquele hotel ou aluguel de curta temporada com o melhor custo-benefício.

Outra razão importante para começar a planejar a viagem o quanto antes é que, com antecedência, você pode obter descontos na compra de atrações e até de passagens terrestres, para se deslocar de um lugar para outro usando trem ou ônibus.

Prefira viajar em baixa temporada

A alta temporada costuma ser mais cara para viajar para qualquer lugar. Por isso, se quiser economizar na viagem, confira qual é a época mais concorrida e, se for possível, prefira viajar fora dela.

Por exemplo, se você quer ir para o Nordeste gastando pouco, uma boa ideia é evitar os meses de dezembro a fevereiro e também o mês de julho, que costumam ser os mais caros. Nos Estados Unidos, a alta temporada também ocorre no verão (do hemisfério Norte, claro). Portanto, o melhor é evitar o período entre junho e setembro.

Aprenda a encontrar passagens aéreas baratas

O segredo para encontrar passagens aéreas baratas é pesquisar, comparar e monitorar.

Ao definir o seu destino, comece a pesquisar com cuidado preços de passagens em sites das companhias aéreas e em sites de comparação de preços, que reúnem as promoções. Com essa pesquisa, você vai perceber que a passagem fica mais barata em determinados meses. Provavelmente, sejam os meses de baixa temporada.

Além disso, é possível que você perceba que a passagem custa menos em determinados dias da semana.

A partir dessa pesquisa inicial, vale a pena criar alertas para receber avisos sempre que baixarem os preços para as datas que você estiver considerando.

Uma dica, porém, é não confiar apenas nos alertas. Inclua na sua rotina uma checagem semanal, por exemplo, desses sites. Vale a pena fazer isso em dias alternados. Ou seja, em uma semana você pode fazer a checagem na segunda-feira, em outra no sábado e por aí vai.

É um pouco trabalhoso, mas, dependendo do destino, esse cuidado pode fazer a diferença no custo total da viagem.

Use milhas para conseguir descontos no valor das passagens

Outra forma muito eficiente de viajar pagando menos é usar milhas para obter desconto no valor das passagens.

Se você tem um cartão com esse tipo de benefício, confira as condições para ter uma ideia do quanto pode economizar. E, claro, se o plano é comprar uma passagem, pode valer a pena começar a concentrar todos os seus gastos nesse cartão para turbinar seu desconto.

Se você ainda não tem um cartão desse tipo e ficou curioso, pode visitar os links para conhecer o cartão AZUL Platinum, que o Itaú oferece em parceria com a Azul, e o cartão Latam Pass Black, parceria do Itaú com a Latam.

Para saber como usar os pontos do cartão de crédito para viajar confira no link nosso conteúdo completo.

O que fazer para economizar em uma viagem?

Além dessas dicas básicas, há ainda algumas estratégias bem simples para você economizar ainda mais na viagem. Vamos a elas agora.

Crie seu próprio roteiro

Criar seu próprio roteiro de viagem é uma estratégia interessante para economizar dinheiro, principalmente quando você consegue planejar tudo com antecedência. A dica aqui é pesquisar o que você quer fazer e adaptar datas e deslocamentos.

Isso porque você pode se organizar de acordo com as ofertas que encontrar. Por exemplo, pode ser que uma passagem de trem no final de semana custe menos do que durante a semana (ou vice-versa). Então, você pode se organizar para fazer esse deslocamento no dia que for mais econômico.

Também pode ser que custe menos passar um dia a mais em determinada hospedagem para só então seguir caminho. Há anfitriões que dão bons descontos para estadias de mais de uma semana, por exemplo.

Além disso, algumas atrações oferecem descontos em determinados dias da semana. É preciso pesquisar e descobrir essas oportunidades para construir seu roteiro econômico. Pode ser, por exemplo, que a cidade que você vai visitar ofereça entrada gratuita aos museus na terça-feira. Você pode adaptar o seu roteiro para aproveitar essa vantagem.

Compre comidas e lanches em feiras e mercados

Outra estratégia excelente para economizar na viagem é evitar fazer todas as refeições em restaurantes. E como fazer isso longe de casa? Comprando comida e lanches no supermercado, em mercados municipais ou feiras.

Pode acreditar: evitar fazer todas as refeições em restaurantes gera uma economia e tanto ao longo da viagem. E isso não significa que você vá se alimentar mal. Há supermercados que vendem refeições rápidas por baixo custo. Também existem opções de saladas, lanches e frutas.

Se você estiver hospedado em uma casa de temporada, por exemplo, pode até se organizar para fazer a refeição principal à noite ou no meio da tarde, quando precisar dar uma parada para descansar.

Leve apenas a bagagem de mão

Outra dica é carregar apenas o essencial. Isso porque, em geral, o custo da passagem aérea fica mais baixo para quem não despacha mala. Mas não é apenas isso.

Viajar carregando apenas bagagem de mão facilita todos os seus deslocamentos. Com pouco peso, você pode aproveitar mais as opções de transporte público em vez de pedir um táxi ou aplicativos de transporte.

Opte por caminhar ou pedalar para conhecer a cidade

Em muitos destinos, principalmente no exterior, o transporte público pode custar caro. Sem falar de aplicativos de transporte ou táxi.

Por isso, se possível, tente optar por conhecer a cidade caminhando ou alugando bicicleta ou patinete. Além de ter mais liberdade de horários e percursos para conhecer o que achar mais interessante, você ainda pode fazer uma boa economia.

Durma no ônibus em viagens noturnas

Se a sua viagem tem deslocamentos grandes, pode valer a pena se deslocar durante a noite.

Com isso, você pode dormir no ônibus ou no trem em vez de perder tempo de passeio durante o dia. É ainda uma forma interessante de economizar dinheiro com hospedagem.

Estabeleça um limite de gastos diários

Antes de viajar, também é importante estabelecer um limite de gastos diários. Esse dinheiro deve ser reservado para refeições, cafés, pequenos deslocamentos e alguma atração mais barata que não possa ser comprada com antecedência.

Essa definição é importante para que a viagem não cause transtornos financeiros. É possível que você decida almoçar em um restaurante no mesmo dia em que fez um deslocamento mais longo. Tudo bem estourar o orçamento diário nessa situação, desde que você possa compensar gastando menos nos próximos dias.

Por exemplo, se o seu orçamento é de R$ 3 mil e você for viajar por 10 dias (apenas para facilitar a conta) considere que você tem R$ 300 para gastar por dia com alimentação, passeios, compras e atrações. Se em um dia específico você gastar R$ 550, pode compensar isso nos dias seguintes, gastando menos de R$ 300 até voltar ao equilíbrio. O limite de gastos deve servir como uma bússola para você fazer escolhas diárias durante a viagem.

Faça um seguro-viagem

Fazer um seguro-viagem não é exatamente uma forma de economizar dinheiro para viajar, mas é o jeito mais eficiente de evitar dores de cabeça durante a viagem.

Primeiramente, porque o seguro pode te proteger contra imprevistos como perda ou extravio de bagagem, despesas em caso de cancelamento de voo, despesas médicas emergenciais, entre outras. Além disso, para alguns destinos, como a Europa, é até obrigatório ter seguro-viagem.

Uma boa notícia é que alguns cartões de crédito oferecem esse tipo de benefício para quem compra as passagens utilizando esse meio de pagamento. Ou seja, você paga a passagem e as taxas com seu cartão de crédito e recebe o seguro-viagem gratuitamente. Confira as condições do seu cartão e saiba se você pode utilizar essa vantagem para viajar mais tranquilo.

Abra uma conta internacional

Esta dica vale especialmente para quem quer fazer viagens internacionais. Uma forma de economizar dinheiro no câmbio é abrindo uma conta internacional.

Com ela, você pode ir juntando dinheiro aos poucos, antes da viagem, aproveitando momentos de queda no câmbio para comprar moeda estrangeira. E, chegando ao destino, você pode usar o cartão de débito da própria conta, sem complicação.

Com uma conta Avenue, por exemplo, você pode ter um cartão de débito em dólar que é aceito em mais de 150 países.

Dicas extras: como fazer para viajar com pouco dinheiro?

Agora vamos a algumas dicas rápidas para viajar com pouco dinheiro.

Passagens gratuitas para jovens e idosos

Pessoas a partir de 60 anos ou que tenham entre 15 e 29 anos podem aproveitar oportunidades de viajar de trem ou de ônibus pelo Brasil sem pagar passagem. No primeiro caso, porque o Estatuto do Idoso obriga que viagens interestaduais disponibilizem dois assentos gratuitos para pessoas com 60 anos ou mais que têm renda igual ou inferior a dois salários-mínimos. Para os jovens de baixa renda, quem garante o benefício (também de duas vagas gratuitas em cada meio de transporte) é o Programa Identidade Jovem (ID Jovem).

Aplicativos de carona

Outra forma de viajar com pouco dinheiro, seja qual for sua idade e sua renda, é utilizando aplicativos de carona. Em geral, o preço é bem mais baixo do que o da passagem de ônibus ou trem, por exemplo.

Voluntariado

Viajar para fazer um trabalho voluntário também pode ser uma forma de conhecer outros lugar sem gastar muito dinheiro. É possível, por exemplo, obter acomodação gratuita. Apenas lembre-se de que você estará lá também para realizar o trabalho e não apenas para fazer turismo.

Voando com a FAB

Você sabe que é possível pegar carona em missões militares e viajar com a Força Aérea Brasileira sem pagar nada? Para isso, é preciso fazer uma solicitação com antecedência no posto do Correio Aéreo Nacional (CAN) mais próximo da sua casa. Claro que a carona só vai acontecer se houver disponibilidade de vagas e de aeronaves que voem para o destino que você escolheu. No link, você encontra os telefones para obter mais informações.

Aplicativos de hospedagem gratuita

Sim, existem aplicativos para descobrir hospedagens bem baratas ou até gratuitas pelo mundo. A ideia, em geral, é ficar hospedado na casa de alguém, ocupando o sofá, por exemplo. Também há alternativas para quem quer “trocar de casa” por um tempo com alguém de outro lugar.

Esperamos que as dicas te ajudem a economizar nos próximos destinos. Boa viagem!