Itaú Blog

Planejamento financeiro: saiba como estruturar o da sua empresa!

Foto do Autor

Itaú Empresas

• 10 minutos de leitura

Homem sentado com um balcão fazendo algumas anotações

O planejamento financeiro é indispensável para quem deseja ter um negócio de sucesso. Afinal, tudo que é bem planejado tem grandes chances de dar certo, uma vez que todas ações passam a ser estratégicas.

Dentro de uma empresa, as decisões precisam ser tomadas com base em dados. Se você vai reduzir custos, por exemplo, precisa entender quais setores suportam essa redução, como isso deve ser feito sem prejudicar a produção e as vendas, entre muitos outros fatores.

Nesse sentido, queremos ajudar você a otimizar o orçamento do seu negócio com base em informações reais. Por isso, desenvolvemos este artigo com dicas valiosas para você fazer um planejamento financeiro eficiente. Continue a leitura e confira!

Organize seu orçamento

O primeiro passo para estruturar seu planejamento financeiro do zero é organizar o seu orçamento. Isso porque informações desorganizadas podem confundir na hora da tomada de decisão e prejudicar o seu negócio. Comece separando suas receitas das despesas e categorizando cada uma delas. Dessa forma, é possível começar a entender se suas ações têm contribuído para o desenvolvimento sustentável da empresa. É por meio dos dados presentes no orçamento que você conseguirá identificar o que a empresa pode ou não pode fazer e em quais setores é preciso realizar investimentos maiores e menores. Com isso, fica muito mais fácil de fazer seu planejamento financeiro e identificar quais estratégias podem ser colocadas em prática.

Planeje-se para quitar suas dívidas

Se existe algo que consegue atrasar a evolução de qualquer negócio são as dívidas. Por mais investimentos que você faça na expansão da empresa, nunca estará tranquilo porque sempre haverá uma questão pendente para resolver. Por isso, após organizar as suas finanças e entender seu orçamento, é hora de correr atrás dos credores para negociar suas dívidas. Comece quitando das menores para as maiores. Aquelas que excedem o seu poder aquisitivo, tente uma renegociação. Com base nos dados financeiros reais da sua empresa, elabore uma proposta e leve até o credor. Por mais que o credor não possa aceitá-la, ele terá informações suficientes para elaborar uma contraproposta que cabe dentro do seu orçamento. Acredite, nessa negociação, todos saem ganhando.

Encontre formas de reduzir custos

Os custos são necessários em qualquer negócio. Porém, quando não há um controle eficiente, ele se transforma em um grande vilão que pode comprometer o seu fluxo de caixa. Nesse sentido, é importante que você encontre formas eficientes de reduzir custos — afinal, é preciso ter cuidado para não reduzir aqueles que são considerados indispensáveis para o crescimento da sua empresa como um todo. Nesse sentido, identifique quais são os pontos essenciais para o bom desenvolvimento do seu negócio. Feito isso, é hora de analisar quais custos podem ser reduzidos sem afetar a qualidade dos seus produtos ou as entregas dos seus serviços. Isso ajuda a empresa a eliminar gastos supérfluos e, ao mesmo tempo, potencializar seus investimentos.

Faça um planejamento de metas

As metas também são muito importantes dentro do planejamento financeiro para que você saiba onde deseja chegar. Na hora de estabelecê-las, lembre-se de que elas precisam ser tangíveis, ou seja, possíveis de serem alcançadas e estar dentro das possibilidades da empresa. Por exemplo, suas metas podem ser reduzir em 10% os custos fixos e aumentar seu faturamento em 20% — essa é uma meta tangível, pois com as estratégias certas, é possível alcançá-la. Agora, se a sua meta é aumentar em 40% a sua participação de mercado com um cenário econômico delicado, saiba que dificilmente você conseguirá alcançá-la. Com isso, a frustração virá e a desmotivação também.

Registre todas as suas movimentações financeiras

Por mais que o seu dia seja extremamente agitado e caótico, é fundamental realizar o registro de todas as suas movimentações financeiras. Dessa forma, você consegue ter controle sobre as finanças, garantindo uma organização mais eficiente. Comece pelas entradas. Aqui, é importante registrar tanto os pagamentos realizados com dinheiro quanto com cartão de crédito — nesse momento, você pode incluir o valor da compra já com os descontos da máquina do cartão. Em seguida, separe as despesas fixas das variáveis. As fixas são aquelas que têm o mesmo valor todos os meses — podem até ser incluídas no débito automático da sua empresa, a depender do seu fluxo de caixa. Já as variáveis, como o nome já diz, são aquelas que variam de acordo com o consumo.

Vale a indicação: Já pensou em ter uma conta empresarial completa e com diversas soluções para ajudar na gestão da sua empresa? Confira os benefícios da conta PJ do Itaú Empresas.

Trabalhe com diferentes cenários

Na hora de estruturar o seu planejamento financeiro é importante trabalhar diferentes cenários, considerando diversas ações e contextos. Isso é importante porque não há como você prever o futuro. Portanto, se preparar para lidar com situações distintas é a melhor forma de prevenir o seu negócio de eventuais imprevistos. Com uma profunda análise sobre a situação da sua empresa será possível ter acesso a informações valiosas que trarão segurança no momento da tomada de decisão, independentemente do momento que o seu negócio estiver. Sendo assim, considere diferentes situações, como instabilidades financeiras, aumento da demanda etc.

Monitore seus resultados

Por fim, monitore seus resultados. De que adianta prever e trabalhar com cenários distintos, controlar custos e conhecer de perto as movimentações financeiras se os resultados tudo isso não forem monitorados rigorosamente?

Ao fazer isso, você saberá se deve dar continuidade a determinadas ações estratégicas ou se precisa realizar investimentos em novos meios para otimizar os resultados da empresa. Nesse momento, você pode contar com uma tecnologia que oferece informações precisas sobre cada ação realizada em sua empresa.

Percebeu como estruturar um planejamento financeiro do zero não é nada fácil? Ainda assim, é muito importante que você o faça. Será possível perceber que até suas tomadas de decisões melhorarão após fazer esse planejamento. Afinal, basear-se em dados reais traz muito mais oportunidades, certo?

Um bom empreendedor precisa ter em suas mãos dados concretos sobre o seu negócio para não colocá-lo em risco. Acredite, sua empresa pode ir muito longe com um planejamento financeiro bem-estruturado e sair na frente da concorrência.

Vale a indicação: Precisando de capital de giro? Conheça uma das melhores linhas de crédito para empresas e fortaleça o seu negócio. Faça uma simulação do Pronampe Itaú.