Itaú Blog

Dados de atividade na China e na Zona do Euro

No Radar do Mercado: enquanto os dados de atividade ficaram mistos na China em novembro, o PBoC injetou liquidez na economia; na Zona do Euro, PMI veio abaixo das expectativas

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Dados de atividade mistos na China em novembro

Segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas (NBS, na sigla em inglês), a produção industrial chinesa acelerou para 6,6% em novembro, na comparação com o mesmo período do ano anterior, acima das expectativas (5,5%).

Já as vendas no varejo avançaram para 10,1%, em termos anuais, abaixo do esperado (12,5%). O avanço na casa dos dois dígitos, no entanto, foi influenciado pelo efeito base, uma vez que em novembro do ano passado o consumo estava deprimido por conta da onda de Covid no país. Os investimentos em ativos fixos mantiveram o ritmo de alta anterior, em 2,9%, relativamente em linha com o projetado, enquanto a taxa de desemprego ficou inalterada, em 5%.

O setor imobiliário continuou a registrar fraco desempenho, com queda nas vendas e nos preços de imóveis. O início de novas construções, por outro lado, voltou a subir após mais de dois anos em território negativo.

Ainda hoje, o banco central da China (PBoC, na sigla em inglês) manteve inalteradas suas taxas de juros e adicionou liquidez recorde no mercado ao injetar o equivalente a 204 bilhões de dólares por meio da sua linha de crédito médio prazo (MLF) de um ano.

Nossa visão: os dados de novembro vieram mistos, com uma indústria forte e um consumo mais fraco, corroborando o processo de estabilização da economia, ainda que em nível historicamente mais baixo.

PMI recua na Zona do Euro

Na Zona do Euro, o índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) de manufatura ficou estável em dezembro, em 44,2 pontos. Já o setor de serviços caiu para 48,1. Ambos ficaram abaixo do esperado pelo mercado e abaixo dos 50 pontos, em patamar que indica contração da atividade.

Nossa visão: o PMI de manufatura provavelmente atingiu seu ponto mais baixo desde que iniciou o processo de queda, embora ainda haja dúvidas sobre o setor dos serviços. O PMI composto, que reúne manufatura e serviços, recuou no quatro trimestre, indicando um PIB abaixo de 0% no período.

💬 O que achou deste conteúdo?

No Radar do Mercado é um boletim diário que traz de forma simples e resumida os destaques no cenário macroeconômico local e internacional.

Quer deixar um comentário? Clique aqui!

Leia também

Leia também

Copom: mensagem inalterada

No Radar do Mercado: o Comitê de Política Monetária do Banco Central reduziu novament [...]

Nossa recomendação de investimentos de dezembro

Nicholas McCarthy, Chief Investment Officer (CIO) do Itaú, resume a análise de cenári [...]

Fed mantém juros e projeta taxas mais baixas para 2024

No Radar do Mercado: na reunião de hoje, o banco central americano decidiu manter o n [...]