Itaú Blog

Ata do Fed: juros altos e cautela

No Radar do Mercado: a ata do Federal Reserve apontou que as taxas de juros dos EUA devem continuar altas por algum tempo, mas a atual conjuntura permite cautela para as próximas decisões

Foto do Autor

Itaú Private Bank

• 2 minutos de leitura

Créditos: Getty Images

O Federal Reserve (Fed, banco central americano) divulgou a ata de sua última reunião de política monetária, quando as autoridades mantiveram os juros no intervalo de 5,25% a 5,50% ao ano, mas elevaram suas projeções para as taxas nos próximos anos.

Segundo o documento, as autoridades no geral julgaram que, com a postura restritiva da política monetária, os riscos para a obtenção dos objetivos do Comitê tornaram-se mais equilibrados. A maioria dos participantes manteve a avaliação de que os riscos para a inflação estão deslocados para cima. Por outro lado, diversos membros defenderam riscos para baixo para a atividade econômica, apesar da resiliência apresentada até o momento.

No que diz respeito a passos futuros, a maioria considerou que uma alta adicional nos juros provavelmente seria apropriada, enquanto alguns se opuseram à necessidade de um novo aumento. Ao mesmo tempo, houve consenso de que, a esta altura, o Comitê se encontra em posição de prosseguir cuidadosamente, com as decisões à frente baseadas na evolução dos dados e suas implicações para as perspectivas econômicas, bem como o balanço de riscos.

Também houve consenso de que a política monetária deveria permanecer restritiva durante algum tempo, até que o Comitê esteja confiante de que a inflação está caminhando em direção à meta de forma sustentada. Diversos participantes destacaram, ainda, que com a taxa em seu pico ou próxima dele, o foco das decisões e comunicações do banco central deveriam transitar do nível da taxa terminal para por quanto tempo a taxa deve seguir em nível restritivo.

Com as próximas decisões do banco central ainda dependentes da evolução dos dados, o foco do mercado passa para a divulgação do índice de inflação referente a setembro, que será divulgado amanhã.

Importante: devido ao feriado de 12 de outubro, não publicaremos o nosso boletim No Radar do Mercado na quinta e sexta-feira desta semana.

💬 O que achou deste conteúdo?

Revisamos nossos cenários macro para outubro

No Radar do Mercado: divulgamos hoje a nossa revisão de cenário macro; o Relatório Fo [...]

Medida de atividade do setor de serviços recua nos EUA

No Radar do Mercado: o ISM de serviços desacelerou nos EUA diante de um enfraquecimen [...]

IBGE estima safra nacional recorde para 2023

No Radar do Mercado: levantamento do IBGE projeta uma estimativa recorde de grãos no [...]